29/06/2020 - 20h24

Publicação Internacional em Neurotologia

ZUMA FOTOAcaba de ser publicado, na revista International Archives of Otorhinolaryngology, um estudo do grupo de Neurotologia do Instituto do Cérebro do RS. A pesquisa, coordenada pelo Dr. Francisco Zuma e Maia, é um avanço em relação a um estudo anterior, em que o profissional sugere uma manobra para corrigir uma alteração no braço posterior do canal lateral do ouvido.

Conhecida como Manobra de Zuma, em referência ao próprio nome, o procedimento consiste em fazer com que as partículas de cristal que se deslocam e causam fortes tonturas nos pacientes, voltem ao seu lugar correto. Essa reposição de partículas por meio da Manobra de Zuma já havia sido estudada e publicada em 2016, mas se referia a uma outra parte do canal lateral do ouvido, o braço anterior. Neste estudo recente, a manobra é também indicada para o braço posterior.

Essa manobra auxilia muitos pacientes que sofrem com uma doença chamada vertigem posicional paroxística benigna, conhecida como labirintite ou doença dos cristais, que não tem como ser curada por meio do uso de remédios. “Durante a noite, algumas partículas de cristais saem de uma parte do labirinto e se deslocam para outra parte. Quando o paciente acorda e se mexe, sente uma forte tontura e vertigem”, salienta Dr. Zuma.

Dr. Zuma é coordenador do grupo de Neurotologia, que está associado ao Instituto do Cérebro do RS desde o ano passado. O grupo estuda distúrbios de equilíbrio, tanto na área vestibular periférica quanto na central e pretende interligar ensino, pesquisa e assistência nesta área da saúde.

Confira a publicação na íntegra. Clique aqui.

Compartilhe

Leia Mais Veja todas