07/01/2019 - 17h30

Mecanismos envolvidos no controle da resposta inflamatória central e periférica no modelo experimental de epilepsia com transplante de células-tronco da medula óssea

prositemecanismos-860x391

Coordenador da Pesquisa: Jaderson Costa da Costa, MD, PhD

Resumo do trabalho: a Epilepsia é um distúrbio cerebral caracterizado por crises espontâneas e recorrentes de disparo intenso, sincronizado e rítmico de populações neuronais. Processo inflamatório pronunciado tem sido descrito no tecido cerebral epileptogênico de pacientes resistentes a medicamentos. Além disso, a alteração da barreira hemato-encefálica e o aumento da expressão de citocinas pró-inflamatórias ressaltam a ativação da resposta inflamatória durante a epileptogênese. Por outro lado, as estratégias experimentais para bloquear a inflamação no encéfalo reduzem a duração e a freqüência de crises. As células-tronco de medula óssea (CTMO) apresentam potencial terapêutico na epilepsia. No entanto, nenhum estudo prévio foi realizado na possível ação anti-inflamatório após a fase aguda da epilepsia. No presente trabalho são investigados os mecanismos envolvidos no controle da resposta inflamatória central e periférica da epilepsia com o transplante de CTMO.

A ativação e o recrutamento cerebral de células mononucleares têm sido implicados na progressão da epilepsia, mas a função de populações e citocinas específicas durante o desenvolvimento necessita ainda ser elucidado. Para isso, há a proposta de investigar o eixo IL-23/IL-17 descrito como a via final para o recrutamento de células infiltradas para o encéfalo. Em seguido, será identificado de qual população de infiltrados que está sendo secretado IL-23, modulador de células Th17. Posteriormente, serão apagadas a IL-23 e IL-17 com RNA de interferência para descrever a funcionalidade da via na promoção da inflamação. Além disso, a presença de células do sistema imunológico periférico pode estar ligada às células ou a sinais químicos que são possivelmente liberados a partir do baço. Neste contexto, o objetivo é investigar o papel do baço na promoção da inflamação cerebral e na modulação das CTMO. Reunidos, esses resultados propõem descrever como as CTMO modulam a inflamação através do eixo IL-23/IL-17 diminuindo parâmetros que levam a manifestações de crises espontâneas e recorrentes.

Áreas de pesquisa envolvidas: Laboratório Neurociências, Sinalização Celular, Terapia Celular, Laboratório Biologia Celular e Molecular -IPB.

Entidade financiadora: Pesquisador Gaúcho/FAPERGS

Compartilhe

Leia Mais Veja todas