Força-tarefa de combate à COVID-19

Mais de 50 profissionais e pesquisadores da PUCRS, incluindo docentes da Escola de MedicinaEscola de Ciências da Saúde e da VidaEscola de HumanidadesEscola PolitécnicaInstituto do Cérebro do RS (InsCer), Parque Científico e Tecnológico (Tecnopuc) e do Hospital São Lucas estão mobilizados na busca de soluções para diferentes questões que envolvem a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

O objetivo da iniciativa é promover um apurado posicionamento técnico e científico para o estado do Rio Grande do Sul, frente a todas as incertezas relacionadas ao comportamento da infecção e ao tratamento da patologia do Covid-19.

Algumas das medidas emergentes anunciadas pelo grupo são a disponibilização de estruturas da Universidade, como os laboratórios do InsCer, para diagnósticos moleculares e a busca de diagnósticos mais rápidos e de menor custo, estudos de possíveis fármacos com abordagem computacional e em cultura de células, auxílio ao sistema de telemedicina para o Estado, possível uso de terapias avançadas como terapia celular autóloga e análise através de inteligência geoespacial.

Além disso, o grupo aderiu a um contínuo status de alerta e disponibilidade para discussão de medidas preventivas à população e aos profissionais da saúde, aos estudos de mecanismos celulares e moleculares, além do apoio aos centros de referência nos diagnósticos de casos suspeitos.

Segundo o vice-reitor da PUCRS e coordenador da força-tarefa, Jaderson Costa da Costa, “é chegado o momento de juntos buscarmos estratégias e ações baseadas no conhecimento científico disponível e em pesquisas que desenvolveremos para que resultados a curto prazo possam contribuir para sustar a progressão dessa pandemia e assim proteger nossa sociedade”.

A força-tarefa é composta por grupos de trabalho que atendem a diferentes demandas geradas pela expansão do vírus. Confira os vídeos e saiba como cada um está atuando.

1. Dados/Inteligência: busca subsidiar estratégias de gestão em health analyctics, por meio de inteligência geoespacial, artificial e plataformas digitais.

2. Molecular/Experimental: o objetivo é desenvolver uma metodologia mais barata e ágil para detecção do coronavírus, visando atender a grande demanda da área de diagnóstico.

3. Diagnóstico: visa proporcionar um diagnóstico molecular rápido do novo Coronavírus para apoiar as decisões dos médicos, especificamente, no Hospital São Lucas da PUCRS.

4. Tratamento: propõe investigar a possibilidade de reposicionamento de fármacos antivirais já conhecidos e que possam auxiliar no tratamento de pacientes com a COVID-19, bem como avaliar a terapia com células tronco: etapa in silico/in vitro, etapa com células tronco e Estudos/Ensaios Clínicos.

5. Terapia celular: o objetivo principal é a realização de um ensaio clínico fase I em curto prazo para a padronização, segurança, factibilidade e eficácia do transplante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes infectados pelo Coronavírus, internados no Hospital São Lucas, que venham a desenvolver sintomas respiratórios agudos graves. Composto por professores e pesquisadores com experiências nas áreas de terapia celular, biologia celular e molecular, radiologia e respirologia, o grupo está comprometido com o desenvolvimento de estratégias inovadoras e terapêuticas, através de uma metodologia eficaz e segura de terapia avançada como uma ferramenta para o tratamento de pacientes infectados que não respondam às terapias convencionais. Em um outro segmento dentro do grupo, será construída uma plataforma de ensaios in vitro para a investigação dos principais mecanismos e o estudo do desenvolvimento de possíveis sequelas causadas pela Covid-19.

6. Atendimento remoto médico/saúde mental: busca conectar profissionais da saúde mental para atender voluntariamente quem está na linha de frente contra o Covid-19.

7. Labs Tecnopuc IDEIA: desenvolve prototipagem e equipamentos para proteção individual (EPIs), tais como máscaras, válvulas e componentes dos respiradores além de outros modelos de equipamentos voltados aos profissionais da saúde.

8. Impacto nas crianças: o objetivo deste grupo é estudar o impacto do COVID e da quarentena em aspectos cognitivos e comportamentais das crianças, com especial interesse nas crianças com transtornos do desenvolvimento, durante a pandemia e após. O grupo é constituído por neurologistas infantis, psiquiatras, psicólogos, educadores. As atividades previstas versam sobre projetos de pesquisa que serão desenvolvidos em diversos temas, que vão desde pesquisas a nível molecular e de marcadores de estresse, a questões de influência no sono, alterações acadêmicas e comportamentais.

9. Cérebro e Covid-19: avaliação neurológica, neuropsicológica, estrutural e funcional do cérebro de pacientes acometidos por infecção grave pelo Covid-19

10. Startups: visa acompanhar as ações e projetos envolvendo o COVID-19 das startups localizadas no Tecnopuc.

11. Idosos e Covid-19: avaliar a situação social, grau de dependência, situação de fragilidade, parâmetros nutricionais, aspectos emocionais, e o manejo das doenças crônicas durante a pandemia e os impactos da restrição social em idosos. Através do Instituto de Geriatria e Gerontologia (IGG) e de uma equipe multidisciplinar de pesquisadores da PUCRS, busca identificar idosos com maior suscetibilidade para desenvolver infecções graves através de diversos parâmetros sociodemográficos, além de biomarcadores celulares e moleculares.

Conheça os integrantes dos grupos:

Coordenação: Jaderson Costa da Costa

Dados/Inteligência (Regis, Brito e Rafael)
Everton Quadros
Eliete Hauser
Guilherme Brito
Regis Lahm
Rafael Prikladnicki
Miriam Richardtz
Andressa Silva
Nathalia Esper
Lori Viali
Márcio Pinho

Diagnóstico (Saulo)
Saulo Bornhorst
Ana Ligia Bender
Clarice Alho
Ana Paula Duarte
Samuel Greggio
Francieli Pedrotti Rozales
Mariana Pagano Pereira
Terezinha Munhoz

Molecular experimental (Daniel)
Denise Cantarelli
Gabriele Zanirati
Angela Zanatta
Guilherme Silva Costa
Fernando Xavier
Matheus Grahl
Simone Denise Salamoni
Daniela Souza de Abreu
Ricardo Vaz Breda
Gabriela Urbanski Avila

 

Etapa in silico/in vitro (Allan, Matheus e Osmar)
Felipe Rodrigues
Isadora Ghilardi
Matheus Grahl
Guilherme Brito
Allan Alcará
Osmar Norberto de Souza
Ana Paula Perin (UFRGS)
Rodrigo Braun (UFCSPA)
Maurício Rigo
Carlo Moro

Etapa in vivo (Gabriele)
Gabriele Zanirati
Pamella Azevedo
Gianina Venturin
Samuel Greggio
Angela Zanatta
Daniel Marinowic
Bruno Hochhegger
Matheus Grahl

Clinical trial (Nathalia e Graciane)
Jaderson Costa da Costa
Graciane Radaelli
Bruno Hochhegger
Fabiano Ramos
Nathalia Esper
Fernanda Majolo
Guitierre Oliveira

Saúde mental (Rodrigo)
Carla Bonan
Jaderson Costa
Rodrigo Grassi de Oliveira
Christian Kristensen
Maurício Reggiori
Thiago Viola
Felipe Meneguzzi

Labs Tecnopuc IDEIA (Jorge Audy)
Jorge Audy
Saulo Bornhorst
Rafael Prikladnicki
Leandro Firme
Denis Barbieri
Eduardo Giugliani
Ana Von Berger
Filipe Viana
Janete Urbanetto
Flavia Fiorin

Idosos (Douglas)
Douglas Sato
Denise Machado
Maria Helena da Silva Pitombeira Rigatto
Moisés Evandro Bauer
Iná da Silva dos Santos
Ângelo José Gonçalves Bós
Gisele Hansel
Paula Engroff

Impacto nas crianças (Magda)
Magda Nunes
Felipe Kalil
Luís Eduardo Wearick
Danielle Costa
Gibsi Rocha
Augusto Buchweitz
Rodrigo Grassi
Thiago Viola

Cérebro/Neuro (Mirna e Nathalia)
Mirna Portuguez
Ricardo Soder
Eduardo Leal-Conceição
Nathalia Esper
Zaquer Costa Ferro
Wyllians Borelli
Daniel Marinowic
Fabiano Ramos
David Kerber

Startups (Flávia)
Flávia Fiorin
Leandro Pompermaier
Rafael Prikladnicki
Carlos Klein