07/01/2019 - 17h26

Efeito do transplante de células-tronco do sangue de cordão umbilical no tratamento de ratos neonatos submetidos ao modelo de hemorragia da matriz germinativa/intraventricular

pesquisapamela-e1433351736645-860x395

Coordenador do Projeto: Jaderson Costa da Costa, MD, PhD

Pesquisadora: Pamella Azevedo, MSc (Projeto desenvolvido durante o mestrado)

Resumo do Trabalho: A hemorragia da matriz germinativa/intraventricular (HMG/IV) é a complicação neurológica mais comum dos recém-nascidos, acometendo cerca de 50% dos nascidos prematuros com menos de 34 semanas gestacionais ou com peso abaixo de 1500g. Este evento é uma importante causa de mortalidade e morbidade na infância. Estatísticas sugerem que os recém-nascidos que apresentam lesão hemorrágica de grau moderado a severo estão altamente predispostos a desenvolver hidrocefaléia pós-hemorrágica, hemiplegia, epilepsia, paralisia cerebral e retardo mental, enquanto os acometidos por lesão de grau leve apresentam risco de deficiências do desenvolvimento.

O tratamento da HMG/IV se resume a medidas de suporte e não se dirige à restauração do processo de lesão cerebral neonatal. Esta observação estimula a pesquisa que objetiva encontrar alternativas de manter a integridade neuronal durante o processo da doença. Assim, o estudo busca investigar se as células-tronco do sangue de cordão umbilical humano apresentam potencial terapêutico na prevenção de déficits motores e cognitivos em ratos neonatos submetidos ao modelo de HMG/IV.

Compartilhe

Leia Mais Veja todas