07/01/2019 - 17h17

Efeito da interleucina-1 Beta sobre o potencial terapêutico das células mononucleares da medula óssea na epilepsia experimental

laminaultimo-860x395

Coordenador do Projeto: Zaquer Suzana Munhoz Costa-Ferro, PhD

Resumo do Trabalho: No presente estudo, será avaliada a expressão de interleucina 1 beta (IL-1β) sobre a LTP após a indução do status epilepticus (SE) e injeção de células mononucleares da medula óssea. Os objetivos específicos são: transplantar células mononucleares da medula óssea (CMO) após o SE em modelos experimentais; avaliar a resposta da potenciação de longa duração (LTP) em fatias hipocampais dos modelos com SE, tratados com CMO em comparação aos controles; avaliar a resposta inflamatória da IL-1 β nas fatias hipocampais dos modelos submetidos ao SE, tratados com CMO e controles por ELISA e Western Blot; avaliar a migração das células transplantadas por PCR.

Aqui, é investigado o efeito do tratamento com as CMO durante a epileptogêne (fase aguda e latente) em modelos experimentais wistar adultos. Para a indução da epilepsia com o uso do modelo pilocarpina, os mesmos serão distribuídos em dois grupos: grupo 1, submetidos ao SE e grupo 2 constituído por modelos-controle (sem indução do SE).

Grupo 1: os modelos experimentais receberão c pilocarpina. A partir desse momento se iniciará a observação comportamental dos mesmos. Aproximadamente 90 minutos após a instalação do SE será injetado Diazepam para interromper as crises. Após 60 minutos da aplicação do Diazepam, os modelos serão subdivididos em: I) submetidos ao SE que receberão injeção de solução salina (grupo SE- salina), II) submetidos ao SE que receberão o transplante celular (grupo SE-CMO).

Grupo 2: Os modelos dos grupos controle receberão tratamento semelhante, porém será substituída a pilocarpina por solução salina (grupo controle). Modelos de ambos os grupos experimentas serão sacrificados 1,3 e 10 dias após o SE e transplante celular, estes serão pesados e anestesiados com Tiopental (40 mg/Kg) para a remoção e secção do encéfalo, sendo que um hemisfério será destinado para avaliação da LTP e o outro hemisférios será destinado para avaliação do IL-1 β. A migração das células transplantadas será investigada por PCR no hipocampo, coração, baço, rins e medula óssea.

Compartilhe

Leia Mais Veja todas