Apresentação

O Curso de Mestrado em Teologia foi aprovado pela Câmara de Pesquisa e Pós-Graduação no dia 04 de abril de 1991 e pelo parecer n. 04/93 do COCEP e Conselho Universitário no dia 01/04/1993. Obteve o reconhecimento do MEC cf. Portaria 490 de 27/03/97, publicada no D.O.U em 31/03/97. A origem do Curso se deve ao Encontro Regional do Clero de 1988, diante da necessidade de preparar docentes para os numerosos cursos de graduação em Teologia existentes no Rio Grande do Sul e de uma formação mais aprimorada em vista da qualificação pastoral para responder aos desafios de uma evangelização inculturada e promotora do ser humano. Até dezembro de 2015, foram defendidas 170 dissertações neste Programa.

O Curso de Doutorado em Teologia foi aprovado em 2015.

Objetivo geral:

Pesquisar a relação entre a experiência religiosa e pastoral, o pensamento contemporâneo e a Teologia.

Objetivos específicos:

  • Formar líderes religiosos capazes de articular a relação entre fé e razão, ciência e religião;
  • Capacitar agentes de pastoral para responder aos desafios da evangelização inculturada e promotora da dignidade humana;
  • Estudar temas atuais e relevantes que impliquem na relação da Teologia com a Sociedade;
  • Preparar docentes para o ensino teológico em nível superior;
  • Qualificar pesquisadores para a reflexão e produção teológica;
  • Promover a reflexão e a pesquisa teológica nas diversas tradições culturais;
  • Favorecer a renovação teológica e a formação permanente.

O Programa de Pós-Graduação em Teologia tem como área de concentração a Teologia Sistemática e está dividido e abrange duas linhas de pesquisa: Teologia, experiência religiosa e pastoral e Teologia e pensamento contemporâneo. Visa desenvolver a competência da pesquisa objetivando a formação de professores de Teologia; aperfeiçoar a reflexão e a práxis pastoral; capacitar para o diálogo entre fé e razão, ciência e religião no âmbito escolar, universitário, nos meios de comunicação e na sociedade. Inserido no sistema de pós-graduação da Universidade e do País, o Programa de Teologia da PUCRS pesquisa com sua metodologia própria os temas relevantes para as comunidades de fé e para a sociedade em correspondência à sua vocação pública e eclesial.

O Mestrado e Doutorado em Teologia na PUCRS justifica-se pela necessidade de preparação de professores para seminários e faculdades de teologia na região sul do Brasil; a relevância da pesquisa que revise a práxis pastoral e a formação de profissionais capazes de colaborar no diálogo entre fé e razão, ciência e religião no âmbito escolar, universitário, nos meios de comunicação e na sociedade. No Rio Grande do Sul há diversas instâncias de formação teológica ligadas à Igreja Católica.

Para qualificar o ensino da Teologia é preciso incrementar a pesquisa. Tal desafio é contemplado pelo Curso de Mestrado e Doutorado, onde se intensificam as oportunidades de aprofundar a reflexão teológica em vista da relevância pública da teologia na sociedade atual.  O Mestrado e Doutordo em Teologia não se justifica apenas pela necessidade de professores de Teologia para os seminários e faculdades.  Cresce cada vez mais a necessidade de uma ação evangelizadora sem improvisação, pensada metodologicamente e capaz de ser avaliada com critérios e diretrizes. Tal empenho depende de pesquisas, intercâmbios e reflexões. A pastoral da Igreja enriquece-se com os métodos e ferramentas acadêmicas, porque a universidade acolhe a experiência das comunidades, reflete tal ação e propõe caminhos que possam aperfeiçoar a práxis pastoral. O mestrado e doutorado, portanto, tem um impacto social imediato, na medida em que qualifica profissionais da teologia para uma nova atuação em suas comunidades. Cresce sempre mais as oportunidades de refletir a relação entre fé e razão, ciência e religião. A função da religião como estruturadora da vida no ocidente e no oriente, tem causado muitas discussões, polêmicas e reações. Ora promovendo a paz e a justiça, ora provocando guerras e terrorismo, as religiões aparecem constantemente nas agendas dos meios de comunicação. Ao teólogo cabe auxiliar a opinião pública com informações para o discernimento dos desafios e das religiões. Do teólogo católico espera-se uma palavra que aprofunde as afirmações da Igreja diante dos diferentes desafios da sociedade atual.  Preparar pessoas capazes de dialogar com o mundo moderno, apresentando a identidade da fé cristã e contribuindo para a formação de uma sociedade justa e solidária é também missão da pesquisa em Teologia.

Conceito Capes: 4
Mestrado: 24 créditos
Doutorado: 36 créditos
Mestrado: mínimo de 12 e máximo de 30 meses
Doutorado: mínimo de 24 e máximo de 54 meses