31/10/2018 - 19h59 - Por: Jandara Souza - Consultora de Carreira

O ano de 2018 está acabando e agora?

Algumas pessoas planejam suas carreiras, mas por que não planejar também as metas para o ano que se aproxima? Antes de falar sobre metas, acredito que seja importante reforçar o significado de planejamento de carreira. Mas afinal, o que isso quer dizer? E, o mais difícil, como fazer?

Normalmente, existem dois tipos: Aquele que as Instituições, sejam públicas ou privadas fazem para seus colaboradores e aquele que o profissional faz para si mesmo. No primeiro, as organizações desenvolvem um plano de carreira para garantir a ascensão dos colaboradores na empresa. Neste caso, o colaborador não costuma interferir no processo, pois a empresa é responsável por desenvolver essa prática. No segundo, o profissional assume essa construção, independentemente da empresa em que esteja atuando no momento. Neste artigo, a ênfase será nesta segunda possibilidade.

Este processo de carreira envolve desenvolvimento do autoconhecimento dos profissionais para que possam tomar consciência de seus valores, propósito de vida, potencialidades e prováveis fraquezas do perfil. A partir disso, abre-se a possibilidade de pensarem caminhos possíveis e planos de ação para o atingimento dos objetivos profissionais. No momento de delineamento do plano de ação sugere-se que os profissionais listem suas metas, estipulando prazos específicos para cada uma delas. Indica-se que sejam metas alcançáveis para que a pessoa consiga visualizar o atingimento delas. Vale lembrar que essas metas não são rígidas, ou seja, o caminho a ser seguido pode ser alterado, ninguém precisa ‘morrer abraçado’ na sua meta, porém com metas é mais fácil e menos sofrido que o objetivo seja atingido.

Por que falar sobre tudo isso? Porque ao término de cada ano, a maioria das pessoas costuma criar uma lista de metas para o próximo, como se o ano que se aproxima fosse ser o milagre e a solução para todos os problemas. Acontece que essas metas acabam ficando dentro da gaveta, ou dentro de algum livro e/ou caderno e ai no fim, sem querer, passado um tempo, acabamos encontrando essa lista toda amassada e amarela do tempo que ficou guardada e nos damos conta que a metade não foi cumprida. Por quê? Por falta de programação. Simplesmente porque planejamento não é só listar e deu, mas sim significa esforço, preparo e movimento, é sair da nossa zona de conforto e ver o que podemos fazer hoje para alcançar aquilo que almejamos. É um caminho, que precisa ser trilhado e normalmente esse caminho é árduo, nesse caminho vamos encontrar obstáculos, barreiras, que só serão ultrapassadas com empenho e envolvimento. Portanto, “Hands On”.

E lembre-se que, de acordo com Peter Drucker: “É importante planejar sua vida, ter objetivos e saber exatamente onde queremos estar no futuro. Pois, a melhor maneira de prever o futuro, é criá-lo.”

Compartilhe

Leia Mais Veja todas