17/10/2018 - 17h56 - Por: Gabriela Techio - Consultora de Carreira

A formatura chegou! E agora?

  O ano letivo está chegando ao final e, logo mais, será possível encontrar pela Universidade os alunos se preparando para as fotos de formatura, as turmas anunciando de forma festiva seus paraninfos e homenageados e os convites de colação de grau sendo entregues para aqueles que participaram dessa tão importante etapa da vida. De um lado a euforia de quem está encerrando um ciclo de muito estudo e dedicação, de outro a ansiedade diante do que está por vir.

  A transição entre universidade e mercado de trabalho é uma das mais significativas durante a trajetória de carreira dos indivíduos e marca a passagem do papel de estudante para a ocupação do papel de trabalhador. Essa etapa costuma ser descrita pelos alunos como o início de suas vidas profissionais. Tamanha importância atribuída a esse período faz com que a formatura se transforme em um grande passo que, por vezes, o indivíduo não se sente seguro em dar.

  Mas será que é a partir da formatura que a vida profissional começa? Durante toda a trajetória de vida os indivíduos são expostos a situações em que são estimulados a desenvolver inúmeras habilidades técnicas e comportamentais. A família, a escola, os grupos de amigos, as aulas e estágios permitem que os indivíduos aprendam a se comunicar, a respeitar o outro, a resolver problemas de forma criativa, entre outros. Ou seja, circulando por diferentes espaços eles criam reportórios e desenvolvem recursos que servirão de base para a inserção e manutenção no mercado de trabalho.

  Perceber-se como alguém que não é uma tábula rasa, mas que possui uma história de vida repleta de experiências, sejam eles profissionais ou não, faz com que a pessoa se sinta mais confiante sobre as suas possibilidades no mundo do trabalho. A crença na capacidade de atingir seus objetivos de carreira faz com que o indivíduo explore e planeje seu futuro profissional de forma mais assertiva e se sinta mais fortalecido para enfrentar a transição. Desta forma, apesar das mudanças na rotina e o aumento das responsabilidades, a entrada no mundo do trabalho pode ser vista como mais um desafio que o indivíduo conseguirá dar conta ao utilizar os aprendizados adquiridos.

  Para facilitar esse processo, o Escritório de Carreiras da PUCRS busca ser um espaço de apoio aos alunos e alumini da Universidade. O serviço prestado por uma equipe formada em psicologia auxilia os usuários no reconhecimento de sua trajetória de vida e na identificação de pontos fortes e de desenvolvimento, que irão impactar no planejamento profissional e no processo de transição de carreira.

Compartilhe

Leia Mais Veja todas