09/05/2018 - 16h38 - Por: Gabriela Techio - consultora de carreira

Saúde na pós-graduação

Cada vez mais as pessoas têm buscado investir na sua formação após concluírem o curso de graduação, seja para aumentar o conhecimento e experiência ou porque possuem interesse na carreira de professor/pesquisador. Assim, todos os anos as universidades recebem alunos de mestrado, doutorado e pós-doutorado que irão se dedicar a uma rotina de muito estudo, aulas e pesquisas. Devido à quantidade de atividades e responsabilidades, muitos descrevem essa etapa de suas carreiras como altamente estressante.

Nos últimos anos algumas pesquisas foram realizadas para entender a relação entre o dia a dia de alunos de pós-graduação e saúde mental. As conclusões alertam sobre como a rotina acadêmica pode ser prejudicial ao estudante, dando enfoque para a presença de sintomas de depressão e ansiedade. Esses resultados seriam consequências de um ambiente competitivo, com estilo de trabalho mais solitário e marcado por uma grande carga de atividades e pressão por desempenho. Com pouco tempo para atividades de  lazer sozinho ou com amigos e familiares, essa rotina levaria os alunos ao adoecimento.

Diante desse cenário, o que pode ser feito para que a busca por conhecimento seja uma experiência positiva para os alunos de pós-graduação? Para auxiliar o estudante nesta etapa de carreira é fundamental que as universidades estejam atentas ao tema, criando espaços em que seja possível compartilhar receios de forma transparente, bem como estimular conversas sobre gestão de tempo, importância do sono, da alimentação e das atividades de lazer. Ainda, devem questionar a existência de um ambiente tão competitivo, onde a sobrecarga de trabalho muitas vezes é vista com orgulho. O papel do orientado acadêmico é fundamental no processo, fazendo uso de sua própria experiência e trajetória profissional para dar suporte ao seu orientando e auxiliá-lo a lidar com demandas que vão além das questões técnicas. Os colegas de curso também podem servir como rede de apoio, compartilhando tarefas e sentimentos.

Todas essas ações visam compreender o indivíduo em sua totalidade e promover aspectos de saúde mental dentro dos programas de pós-graduação. Os benefícios vão desde a esfera individual (o próprio estudante) até a esfera social. Isso porque o ambiente acadêmico é um espaço de busca por conhecimento e inovação a fim de propor mudanças na sociedade. Porém, para que ele seja um espaço de criatividade, ele precisa ser um ambiente que estimule positivamente quem dele faz parte.

Compartilhe

Leia Mais Veja todas