Acervos:



Carlos Marino Silva Urbim

(Santana do Livramento, RS, 04/02/1948 - Porto Alegre, RS, 13/02/2015).

Carlos Marino Silva Urbim nasceu em Santana do Livramento (RS) no dia 4 de fevereiro de 1948. Quandro criança, brincava com carrinho de lomba e pipa, brincadeiras que mais tarde apareceriam em seus livros, assim como os costumes e o linguajar da fronteira com o Uruguai.
Aos 18 anos, mudou-se para Porto Alegre para cursar jornalismo na UFRGS. Começou a trabalhar na área em 1969, passando pelas redações de diversos veículos, como: Diários Associados, Folha da Manhã, IstoÉ e Diário do Sul. No Zero Hora, foi editor de cadernos por 10 anos, passando pelo Caderno Vida, Caderno de Cultura, Segundo Caderno e Revista ZH. Trabalhou com jornalismo por 33 anos.

Como escritor, ficou conhecido pela sua literatura infantil, buscando inspiração na própria infância para suas histórias, usando o sotaque da fronteira, inclusive, que manteve desde menino. Seu primeiro livro foi Um guri daltônico, lançado pela Tchê! em 1984. Sua obra trazia seu temperamento afável e generoso, além da poesia que usava para cativar jovens leitores, sendo discípulo assumido de Mario Quintana. Nunca perdeu seu lado infantil: colecionava brinquedos do mundo todo e, ao ler para crianças, seu sotaque fronteiriço ficava propositalmente mais forte. Várias de suas obras foram adaptadas para o teatro.

Além do jornalismo impresso e da literatura, trabalhou como professor e atuou em outras mídias. Foi diretor da rádio da UFRGS por duas vezes. Trabalhou também na RBS TV, onde redigiu mais de uma centena de programas sobre a história do estado, como Os Farrapos, A Ferro e Fogo e Rio Grande do Sul: Um Século de História. O último, inclusive, foi adaptado para livro mais tarde. Lecionou redação jornalística na PUCRS, e era conhecido como grande estimulador do talento alheio, não economizando elogios ao se deparar com um bom texto.
Foi na PUCRS que conheceu Alice, sua esposa. Teve dois filhos e um neto, para quem dedicou seu último livro publicado.

Entre os prêmios conquistados, estão o Troféu de Livro Infantil pela Associação Gaúcha de Escritores em 2006 pelo livro Bolacha Maria (2005), e o Prêmio Açorianos de Literatura em 2001 por Rio Grande do Sul: Um Século de História I e II (1999/2000). Em 2008, passou a ocupar a cadeira número 40 da Academia Rio-Grandense de Letras. Em 2009, ao completar 25 anos da publicação de seu primeiro livro, foi escolhido como Patrono da Feira do Livro de Porto Alegre. Também foi patrono da Feira do Livro de Caxias, em 2003, e da Feira do Livro de Passo Fundo, em 2012.
Faleceu aos 67 anos no Hospital Menino Deus, em Porto Alegre, em uma sexta-feira, no dia 13 de fevereiro de 2015.

Bibliografia

Livros Infanto-juvenis:

  • Um Guri Daltônico, Tchê!, 1984, ilustrações de Renato Canini.
  • Patropi, a Pandorguinha, Tchê!, 1985, ilustrações de Fetter.
  • Dinossauro Birutices, Tchê!, 1986, ilustrações de Renato Canini.
  • Uma Graça de Traça, Tchê!, 1987, ilustrações de Renato Canini.
  • Caderno de Temas, Sulina, 1990, ilustrações de Cado Bottega.
  • Missões, Uma História de 300 Anos, SPHAN-Pró-Memória, 1990, ilustrações de Sérgio Batsow.
  • Diário de um Guri, Projeto, 1992, ilustrações de Eloar Guazzelli.
  • Dona Juana, Projeto, 1993, ilustrações de Eloar Guazzelli.
  • Saco de Brinquedos, Projeto, 1997, ilustrações de Laura Castilhos.
  • Álbum de Figurinhas, AGE, 2002, ilustrações de Marco Cena.
  • Goma Arábica, Escritos, 2004, ilustrações de Maria Tomaselli.
  • Bolacha Maria, WS Editor, 2005, ilustrações de Gustavo Nakle.
  • O Negrinho do Pastoreio e Outras Lendas Gaúchas, RBS Publicações, 2005, ilustrações de Rodrigo Rosa.
  • Nasce Um Livro, Sindigraf, 2005, ilustrações de Artur Sanfelice Nunes.
  • Histórias Coloradas – Versão Mirim, Nova Prova, 2005, ilustrações de Rodrigo Rosa.
  • Piá Farroupilha, RBS Publicações, 2005, ilustrações de Rodrigo Rosa.
  • Uma Lenda para Alvorada, Prefeitura de Alvorada, 2007, ilustrações de Beto Soares.
  • Admissão ao Ginásio, Escritos, 2008, ilustrações de Zoravia Bettiol.
  • Na Noite Estrelada, Edelbra, 2008, ilustrações do autor fotografadas por Achutti.

Livros de história e memória:

  • Rio Grande do Sul, Um Século de História I e II, Mercado Aberto, 1999/2000.
  • Os Farrapos, RBS Publicações, 2001.
  • Morro Reuter de A a Z, Prefeitura de Morro Reuter, 2003.
  • Zamprogna: a história da imigração italiana e a industrialização no Rio Grande do Sul, Zamprogna, 2009

Prêmios:

  • Diploma de Altamente Recomendável da Fundação Nacional do Livro Infanto-Juvenil, por Saco de Brinquedos em 1997.
  • Troféu Top de Marketing da ADVB-RS em 1999 por Rio Grande do Sul, Um Século de História I.
  • Prêmio Açorianos de Literatura 2001, categoria especial, por Rio Grande do Sul, Um Século de História - I e II.
  • Prêmio O Sul-Nacional categoria infantil em 2004, pelo livro Goma Arábica.
  • Prêmio de Excelência Gráfica 2005, categoria infantil, por Bolacha Maria.
  • Troféu de Livro Infantil do Ano de 2006 da Associação Gaúcha de Escritores, por Bolacha Maria.

Reedições:

  • Caderno de Temas, Mercado Aberto, 1999, ilustrações de Leonardo Menna Barreto Gomes.
  • Uma Graça de Traça, WS Editor, 2004, ilustrações de Monika Papesku.
  • Lata de Tesouros, reedição de Dona Juana, editora Projeto, 2005, ilustrações de Eloar Guazzelli.
  • Uma Graça de Traça,WS Editor, 2009, ilustrações de Carla Pilla História-Memória.