Acervos:






1 - Apresentação


O DELFOS – Espaço de Documentação e Memória Cultural, instituído pela PUCRS através do Ato Normativo nº 3/2007, foi inaugurado em 4 de dezembro de 2008. O nome do Espaço faz referência ao Oráculo de Delfos, situado na cidade de mesmo nome na antiga Grécia. O Oráculo de Delfos era um templo consagrado ao Deus Apolo onde as sacerdotisas, conhecidas como Pitonisas, profetizavam em uma espécie de transe. O antigo povo do Mediterrâneo tinha tanta fé em tais profecias que nenhuma decisão era tomada sem antes consultar o Oráculo de Delfos. No entorno do Oráculo de Delfos estavam pequenas capelas que abrigavam thesaurus (tesouros), donativos e ex-votos, frequentemente valiosos, como é o caso dos tesouros de Siracusa, Cirenea, Cnifo, Sifnos, entre outros.

O Espaço de Documentação e Memória Cultural da PUCRS recebeu o nome Delfos exatamente por abrigar diversos tesouros. No Delfos é possível encontrar documentos referentes às áreas de Letras, Artes, Jornalismo, Cinema, História e Arquitetura. O Espaço abriga raridades, como originais de livros, correspondências de autores escritas de próprio punho, fotografias, documentos pessoais, como óculos e vestimentas, livros com anotações particulares, plantas de arquitetura, jornais antigos, documentos a respeito da imigração alemã no Rio Grande do Sul, quadros, entre outros.

1.2 - OBJETIVO

O DELFOS tem como objetivo a promoção da cultura e a preservação da memória no que diz respeito aos documentos doados ao Espaço. O acervo é composto por documentos ligados à cultura gaúcha ou a escritores, entidades ou autoridades representativas para o Estado do Rio Grande do Sul. O Espaço preserva, acondiciona e disponibiliza a pesquisadores cadastrados os documentos confiados ao Delfos.

1.3 - ATIVIDADES

Frequentemente o Delfos promove lançamentos de livros, debates, sessões de autógrafos, entre outras atividades relacionadas à cultura e à literatura. A divulgação de tais eventos ocorre sempre no facebook do Espaço (facebook.com/delfospucrs).