No Meu Canto | Vitor Ramil

02/06/2020 - 13h46
Foto: Marcelo Soares

Foto: Marcelo Soares

Desde sua primeira edição, a série de lives No Meu Canto vem convidando artistas do Rio Grande do Sul e do Brasil para apresentarem seus trabalhos na música através do perfil PUCRS Cultura no Instagram todas as quintas-feiras. Nesta semana recebemos o cantor, compositor e escritor Vitor Ramil, que vai conversar com o diretor do Instituto de Cultura Ricardo Barberena sobre a sua carreira e cantar algumas canções.

Vitor Ramil é compositor, cantor e escritor. Nascido em Pelotas no ano de 1962, começou sua carreira artística ainda na adolescência. Seu primeiro disco, Estrela, Estrela (1981), contou com a presença de músicos, cantoras e arranjadores com os quais voltaria a trabalhar, como Egberto Gismonti, Wagner Tiso, Luis Avellar, Zizi Possi e Tetê Espíndola. Ao lançar A paixão de V segundo ele próprio (1984), proporcionou ao público uma antevisão dos muitos caminhos que percorreria no futuro, com canções com sonoridades diversas e letras que misturavam regionalismo, poesia provençal, surrealismo e piadas.  Com o disco Ramilonga – A estética do frio (1997), estabeleceu em termos musicais aquilo que já havia explorado no ensaio A estética do frio (1992), refletindo sobre a construção identitária da produção cultural do Rio Grande do Sul. Seus outros discos são Tango (1987), À Beça (1995), Tambong (2000), Longes (2004), Satolep Sambatown (com Marcos Suzano, 2007), Délibab (2010), Foi no Mês que Vem (2013) e Campos Neutrais (2017). Suas canções já foram interpretadas por artistas como Mercedes Sosa e Gal Costa.

Compartilhe

Outros eventos Veja todos os eventos

  • Últimos publicados
  • Mais visualizados

Informações do evento

Data
04/06/2020
Local
Instagram @pucrscultura
Horário
21:00

Próximos eventos