Live de Cabeceira | Paulo Scott

26/06/2020 - 17h23

2020_06_26-pucrs_cultura-agenda-live_de_cabeceira-paulo_scottCom a série Live de Cabeceira, o Instituto de Cultura busca seguir, por meio digital, a prática de promover encontros entre leitores e escritores de literatura contemporânea. Os encontros programados contam com autores e autoras de diferentes estados do Brasil e de outros países que são entrevistados pelo escritor Reginaldo Pujol Filho para falar sobre suas obras e trajetórias, refletir sobre a força da literatura no momento atual, fazer recomendações de livros e realizar a leitura de trechos de contos, romances e poemas. As atividades acontecem ao vivo nas quartas-feiras, às 18h, por meio do canal da PUCRS no YouTube e do perfil PUCRS Cultura no Facebook – onde os vídeos ficam salvos, podendo ser acessados posteriormente. O convidado dessa semana é o escritor Paulo Scott.

 

Sobre o escritor

Paulo Scott é poeta e escritor. Publicou seis livros de poemas – os mais recentes são Garopaba Monstro Tubarão (2019) e Mesmo sem dinheiro comprei um esqueite novo (2014), livro vencedor do Prêmio da APCA – Associação Paulista dos Críticos de Arte – e seis de prosa – dentre eles, o livro de contos Ainda orangotangos (2003 e 2007), adaptado para o cinema pelo diretor Gustavo Spolidoro, longa-metragem vencedor do 13º Festival de Cinema de Milão, e os romances Habitante irreal (2011), livro vencedor do Prêmio Machado de Assis 2012, da Fundação Biblioteca Nacional, lançado também na Alemanha, Portugal, Inglaterra, Estados Unidos, Croácia e, em breve, na Turquia, e O ano em que vivi de literatura (2015), livro vencedor do Prêmio Açorianos de Literatura. Além disso, escreve textos de dramaturgia e roteiros, colabora com revistas, jornais e suplementos de cultura do país e do exterior. Lançou recentemente o romance Marrom e Amarelo (2019), que será publicado na Inglaterra, Estados Unidos e Portugal, no qual aborda as perversidades do racismo e do colorismo no Brasil. Atualmente está trabalhando na pesquisa para a escrita do romance Rondonópolis.

 

Sobre o mediador

Reginaldo Pujol Filho é autor dos livros Não, não é bem isso (2019), Só faltou o título (2015), Quero ser Reginaldo Pujol Filho (2010) e Azar do personagem (2007). É doutor e mestre em Escrita Criativa pela PUCRS e tem pós-graduação em Artes da Escrita pela Universidade Nova de Lisboa. Escreve ensaios, críticas e resenhas para veículos como Folha de SP, O Globo, Zero Hora, Suplemento Pernambuco, entre outros. Ministra cursos e workshops de literatura e escrita criativa.

Compartilhe

Outros eventos Veja todos os eventos

  • Últimos publicados
  • Mais visualizados

Informações do evento

Data
15/07/2020
Local
Canal PUCRS no YouTube e perfil PUCRS Cultura no Facebook
Horário
20:00

Próximos eventos