GRADE DE HORÁRIOS

2019/2

Clique aqui para fazer o download do arquivo PDF


DISCIPLINAS

Cinema e Espaço Audiovisual. Interseções Tecnológicas, Rupturas e Convergências
COD Carga Horária Descrição
9232A-03 45 Estudar o cinema como gerador de padrões tecnológicos e de linguagens, com desdobramentos em comportamentos sociais e culturais para a formação do espaço audiovisual contemporâneo. Compreender o cinema e o audiovisual como amplos e complexos territórios funcionando como ecossistemas organizados por fatores tecnológicos, sociais, econômicos e culturais. Compreender os filmes e as obras audiovisuais como produtos desses ecossistemas e suas subjetividades, a partir das configurações específicas de aspectos audiovisuais. Fornecer elementos para recortes multidimensionais dos fenômenos da expressão audiovisual contemporânea, contemplando a tríade produção-distribuição-exibição e seus desdobramentos. Pensar as transformações tecnológicas como determinantes de alterações socioculturais de espaço e tempo.
Professor Tempo de Casa Lattes
JOAO GUILHERME BARONE REIS E SILVA 26 anos e 1 mês Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Cinema e indústria audiovisual
COD Carga Horária Descrição
62345-03 45 Questões metodológicas e estruturantes. O cinema como matriz da indústria audiovisual. Estruturas e agentes do espaço audiovisual. Marcos tecnológicos e institucionais, transformações e rupturas. Perspectivas do audiovisual contemporâneo. Cinema e interseções tecnológicas. Tecnologias da produção, da distribuição e da exibição. Mercados e práticas culturais, hegemonias, assimetrias, exclusão e periferias. Modos de atuação, comportamentos e variáveis de desempenho.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Cinema:organização sócio-cultural e imaginário
COD Carga Horária Descrição
72389-03 45 Problema conceitual, questão teórica e processos construtivos. A significação sociocultural no sistema organizacional do cinema. O imaginário social na atualidade como enfoque problemático. Análise de filmes como documentos privilegiados. Expressões e fundamentos: discussões sobre obras e autores. Ensaio dando conta do conteúdo programático.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Comunicação Organizacional
COD Carga Horária Descrição
9231F-03 45 Discutir as possibilidades de (re) leituras dos ambientes e ambiências organizacionais. Evidenciar as interfaces da comunicação e cultura organizacional. Problematizar a complexidade da comunicação nos ambientes organizacionais.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Comunicação audiovisual: Fronteiras, tecnologias e retóricas
COD Carga Horária Descrição
62358-03 45 Panorama da comunicação gráfica do século XX ao XXI sob tensionamentos estéticos e tecnológicos. Apropriações da comunicação gráfica em meios audiovisuais como o cinema, a televisão e os diversos suportes digitais. Interfaces, fronteiras e traduções entre os meios. Imagens híbridas entre o gráfico e o audiovisual. Animação e efeitos visuais. Análise crítica de pressupostos e aplicações de tais imagens.
Professor Tempo de Casa Lattes
ROBERTO TIETZMANN 18 anos e 2 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Comunicação contemporânea e manifestações da informação no entretenimento
COD Carga Horária Descrição
92351-03 45 Visão geral das transformações provocadas pelo uso das tecnologias digitais no cotidiano e alteração no horizonte informacional. Discussão sobre o impacto do digital em contextos pouco explorados para a transmissão de informação, bem como a combinação entre informação e entretenimento. Transformação do jogo eletrônico em meio de comunicação contemporâneo e relevante.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Comunicação e Opinião Pública
COD Carga Horária Descrição
92397-03 45 Conceito de opinião pública e sua evolução, desde o pensamento pioneiro de Platão e Aristóteles, passando pela Renascença e as perspectivas históricas de Hobbes (absolutismo), Locke e Hume (Liberalismo), Rousseau e, mais recentemente, Wright Mills e Habermas.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Comunicação e estudos culturais
COD Carga Horária Descrição
82381-03 45 Uma narrativa histórica. A contribuição de Raymond Williams, Richard Hoggart e Stuart Hall. A questão do método. A análise de produtos midiáticos. A problemática das identidades. As culturas juvenis. A recepção. O feminismo e o pós-feminismo. As críticas aos Estudos Culturais. Avaliação: entrega de dois (2) comentários ao longo da disciplina.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Comunicação e sociedade da informação
COD Carga Horária Descrição
82371-03 45 Conceitos, concepção teórica e processos de referência. A nova lógica da informação/conhecimento na sociedade atual. O papel da comunicação. A economia da informação e o processo de globalização. Políticas de comunicação e a sociedade em rede. Os meios de comunicação e as identidades culturais. Procedimentos: discussões sobre obras e autores; trabalhos em grupo e individuais; produção de artigo científico referente ao conteúdo programático.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Comunicação e teoria das ideologias
COD Carga Horária Descrição
82344-03 45 Concepção e complexidade das Teorias da Ideologia. A Ideologia, como categoria-síntese. Diálogos entre o social e o subjetivo. Metáfora dos processos históricos, culturais, sociais e psicológicos. Pluralidade de concepções do Renascimento à contemporaneidade. Perspectiva do todo e das partes. Possibilidades de compreensão das certezas e das incertezas dos processos comunicacionais e científicos. Trabalho individual: produção de um Ensaio.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Convergência e Ubiquidade Midiática
COD Carga Horária Descrição
9231B-03 45 A disciplina busca resgatar princípios fundamentais da digitalização da informação progredindo para uma consequente convergência de linhagens e mídias. Em um segundo cenário, a disciplina aborda o ambiente de comunicação always-on e suas consequências para o presente e futuro da comunicação.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Crítica da razão tecnológica
COD Carga Horária Descrição
82351-03 45 A reflexão crítica sobre a tecnologia como campo de estudo histórico e filosófico. O pensamento tecnológico na cultura ocidental e sua reflexão teórica especializada. A cibercultura: seus problemas e pensadores.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Crítica do Pensamento Tecnológico
COD Carga Horária Descrição
9232B-03 45 Desde o início, os estudos de comunicação se revelaram interessados, se não possuídos pelo promana da tecnologia maquinística. Fornecer embasamento para entender essa conexão justifica o curso. Esboçar uma reconstrução crítico-sistemática da reflexão sobre a técnica, categoria fundadora dos mundos ocidental e planetário, através do estudo analítico da obra sobre o assunto proposta pelo filósofo Martin Heidegger.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Discurso das Mídias
COD Carga Horária Descrição
92399-03 45 Linguagem e Discurso. Discurso das mídias. Produção de sentidos. As instâncias de produção e recepção. As estratégias das configurações discursivas. Efeitos de sentido no texto midiático.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
História da comunicação e paradigmas teóricos
COD Carga Horária Descrição
72390-03 45 História das Tecnologias. Determinismo Tecnológico. Oralidade e a escrita. Tipografia e o mundo moderno. A era elétrica. A Teoria do Meio. Marshall McLuhan. Harold Innis. Joshua Meyrowitz. Tecnologia telecomunicacional e a história brasileira. Cultura e Tecnologia de Comunicação. Teoria das Redes. A Sociedade da Informação
Professor Tempo de Casa Lattes
JACQUES ALKALAI WAINBERG 34 anos e 7 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Imagem e Imaginário
COD Carga Horária Descrição
9232D-03 45 A imagem, contextos e suportes. Imagens da arte, fotografia, design, publicidade, jornalismo, cinema, internet como avatares de uma imagem arquetipal que garante, configura e estrutura o ser homem no mundo. Sociologia da Imagem e imaginário.
Professor Tempo de Casa Lattes
JULIANA TONIN 7 anos e 7 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Imagem: Narrativa e Estética
COD Carga Horária Descrição
19746-03 45 O surgimento da tecnologia fotográfica, as formas de representação do mundo feitas pelo homem e sua lógica figurativa. As novas linguagens e formas narrativas da câmara escura, os diferentes suportes da imagem em movimento e seus variados meios se hibridizam e colocam na arena cultural discursos dos mais variados matizes: documentais e ficcionais, jornalísticos e publicitários, ingênuos e persuasivos, artísticos e ideológicos. Cinema, TV e vídeo estabelecem seus códigos e dominam o século vinte. A internet e seus derivados parecem ser os veículos do século vinte e um. Investigar estas transformações, com ênfase na representação dramática do corpo e da mente dos seres humanos nas obras audiovisuais.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Imagem: socialidade e imaginário
COD Carga Horária Descrição
62359-03 45 A imagem, contextos e suportes. Cultura, Sociedade, Imaginário e Ciência mediados pelas imagens. Imagens da arte, fotografia, design, publicidade, jornalismo, cinema, internet como avatares de uma imagem arquetipal que garante, configura e estrutura o ser homem no mundo.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Linguagens e Tecnologia da Comunicação
COD Carga Horária Descrição
9232C-03 45 A disciplina Linguagens e Tecnologia da Comunicação busca analisar as apreensões da mídia pelo público nos diferentes horizontes históricos e as transformações sociais a partir dessas mudanças. Descreve, tomando como base algumas categorias de análise, o que muda e o que permanece no horizonte atual, entre as características tanto de plataformas quanto de linguagens, e o que é possível desenhar como tendência para horizontes futuros.
Professor Tempo de Casa Lattes
MAGDA RODRIGUES DA CUNHA 33 anos e 7 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Linguagens e tecnologias da informação
COD Carga Horária Descrição
72386-03 45 Transformações sociais e tecnológicas. Mudanças na relação espaço / tempo da informação midiática. Suportes tecnológicos, linguagens, e apropriação. Apreensões das mídias nos vários contextos históricos. Elementos que causam impacto sobre a audiência.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Metodologia da Pesquisa em Comunicação
COD Carga Horária Descrição
9231D-03 45 A produção acadêmica na área. A pesquisa científica nas bases de dados. As escolhas, classificações e as finalidades da pesquisa. A construção de um projeto de pesquisa. O modelo metodológico científico. Um mapa da área. A constituição do campo da comunicação. A prática da pesquisa. Aplicações das técnicas de pesquisa em Comunicação.
Professor Tempo de Casa Lattes
CLAUDIA PEIXOTO DE MOURA 35 anos e 2 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Narrativas tecnológicas: Cinema TV e vídeo na era digital
COD Carga Horária Descrição
72387-03 45 As formas de representação do mundo feitas pelo homem a partir da invenção da fotografia. A nova lógica figurativa. A câmara escura, os diferentes suportes da imagem em movimento e seus variados meios de difusão. Novas linguagens, novas formas narrativas, hibridizações. Os diferentes discursos audiovisuais: documentais e ficcionais, jornalísticos e publicitários, ingênuos e persuasivos, artísticos e ideológicos. Digitalidade e códigos do cinema, da TV e do vídeo. A internet e seus derivados. As transformações tecnológicas e formais dos meios de comunicação ocorridas no século 20 , com ênfase nos impactos que as tecnologias digitais trazem para as narrativas audiovisuais contemporâneas.
Professor Tempo de Casa Lattes
CARLOS GERBASE 38 anos e 2 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Produto audiovisual e política
COD Carga Horária Descrição
92350-03 0 A importância do produto audiovisual como parte de uma estratégia política e eleitoral. O panorama histórico da representação política nas mídias audiovisuais desde o primeiro cinema do século XX até as campanhas eleitorais na atualidade, nos seus diversos formatos: cinema, televisão e internet. Análise de conteúdo, produção de sentido e possibilidades estéticas. Diferentes conceitos e contextos de cinema e seriados de televisão políticos.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Práticas Discursivas em Ambientes Organizacionais
COD Carga Horária Descrição
92393-03 45 Discutir sobre as dimensões das práticas discursivas. Evidenciar o (s) lugar (es) da emoção, do afeto e da afetividade nos discursos organizacionais. Problematizar a construção/desconstrução de vínculos.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Seminario I
COD Carga Horária Descrição
62330-01 15 Tópicos de comunicação com professores convidados do Brasil e do estrangeiro. Elementos de cultura, mídia e tecnologia. Aspectos de teoria e metodologia da comunicação. Tópicos de comunicação nas organizações e de práticas sociopolíticas. Aprofundamento de autores de referência para pesquisa em comunicação. São previstos dois seminários semestrais com temas variados, cujo critério de seleção é a atualidade do enfoque ou o atendimento de determinado conteúdo não coberto pelas disciplinas oferecidas pelo PPGCom.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Seminario II
COD Carga Horária Descrição
62331-01 15 Tópicos de comunicação com professores convidados do Brasil e do estrangeiro. Elementos de cultura, mídia e tecnologia. Aspectos de teoria e metodologia da comunicação. Tópicos de comunicação nas organizações e de práticas sociopolíticas. Aprofundamento de autores de referência para pesquisa em comunicação. São previstos dois seminários semestrais com temas variados, cujo critério de seleção é a atualidade do enfoque ou o atendimento de determinado conteúdo não coberto pelas disciplinas oferecidas pelo PPGCom.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Seminario III
COD Carga Horária Descrição
62332-01 15 Neste seminário faz-se uma análise das razões que levaram ao eclipse da imprensa escrita no novo ecossistema mediático. Analisa-se a influência do digital e da web na produção, distribuição e consumo dos produtos jornalísticos, fazendo-se ainda uma antevisão do que poderá ser o futuro do jornalismo.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Seminario IV
COD Carga Horária Descrição
62333-01 15 Tópicos de comunicação com professores convidados do Brasil e do estrangeiro. Elementos de cultura, mídia e tecnologia. Aspectos de teoria e metodologia da comunicação. Tópicos de comunicação nas organizações e de práticas sociopolíticas. Aprofundamento de autores de referência para pesquisa em comunicação.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Seminario V
COD Carga Horária Descrição
62334-01 15 Tópicos de comunicação com professores convidados do Brasil e do estrangeiro. Elementos de cultura, mídia e tecnologia. Aspectos de teoria e metodologia da comunicação. Tópicos de comunicação nas organizações e de práticas sociopolíticas. Aprofundamento de autores de referência para pesquisa em comunicação.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Seminario XIII
COD Carga Horária Descrição
92302-01 15 Tópicos de comunicação com professores convidados do Brasil e do estrangeiro. Elementos de cultura, mídia e tecnologia. Aspectos de teoria e metodologia da comunicação. Tópicos de comunicação nas organizações e de práticas sociopolíticas. Aprofundamento de autores de referência para pesquisa em comunicação. São previstos dois seminários semestrais com temas variados, cujo critério de seleção é a atualidade do enfoque ou o atendimento de determinado conteúdo não coberto pelas disciplinas oferecidas pelo PPGCom.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Seminario Xx
COD Carga Horária Descrição
92314-01 15 Tópicos de comunicação com professores convidados do Brasil e do estrangeiro. Elementos de cultura, mídia e tecnologia. Aspectos de teoria e metodologia da comunicação. Tópicos de comunicação nas organizações e de práticas sociopolíticas. Aprofundamento de autores de referência para pesquisa em comunicação. São previstos dois seminários semestrais com temas variados, cujo critério de seleção é a atualidade do enfoque ou o atendimento de determinado conteúdo não coberto pelas disciplinas oferecidas pelo PPGCom.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Seminário Comunicação e Emoções Coletivas
COD Carga Horária Descrição
92394-03 45 Este seminário aborda a relação existente entre comunicação e emoção, em especial seu efeito na administração do humor coletivo através do entretenimento, da incitação e ruminação política, da manipulação dos sentimentos humanos através de ocorrências do showbis, do esporte e da religião, entre outros eventos similares. Parte-se do pressuposto que toda comunicação implica sempre no manuseio dos sentimentos e no despertar de alguma emoção. Trata-se, portanto, de um tema interdisciplinar que se manifesta em campos diversos, entre eles as relações internacionais, a comunicação organizacional, a publicidade, a propaganda, o jornalismo e a neuroimagem funcional. Apresentar uma ampla e sólida literatura capaz de esclarecer igualmente o tipo de interação afetiva que se desenvolve agora na web.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Seminário de Pesquisa
COD Carga Horária Descrição
92395-03 45 A proposta é reunir mestrandos e doutorandos para, por um lado, apresentar e discutir aspectos teóricos e metodológicos de seus projetos de pesquisa, e, de outro, aprimorar sua formação nestes quesitos epistemológicos, a partir dos aportes do professor.
Professor Tempo de Casa Lattes
FRANCISCO RICARDO DE MACEDO RUDIGER 33 anos e 2 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Seminário: Jornalismo em Tempos de Populismo e Erosão da Democracia
COD Carga Horária Descrição
19751-01 15 A mídia e a política vivem hoje dentro do que Daniel Innerarity chama de “satisfação do imediato”. É nesta “aceleração contemporânea”, na expressão de Pierre Lévy, que há cerca de duas décadas já nos alertava para os riscos de uma “desrealização do mundo”, que chegamos à era da personalização da informação e dos algoritmos. Como podemos, assim, “olhar mais para o mundo e menos para o espelho”, como nos incitava Umberto Eco, neste nosso tempo dominado pelas redes sociais, que atribuem a qualquer cidadã ou cidadão um poder de comunicação a larga escala sem precedentes? A “sociedade do espetáculo” antecipada por Debord, agora elevada à condição de ideologia de um presente continuem pleno de desmemoria, embora desejavelmente espetacular, revela-nos que ela tem no pathos a sua principal corrente sanguínea. A ausência ou secundarizarão dos logos nos processos de comunicação e de informação nas sociedades (ocidentais) contemporâneas sobreleva, por isso, a importância do debate em torno do jornalismo e da política, o mesmo é dizer, da democracia. A discussão é antiga. Se há um século Dewey e Lippman já trocavam argumentos sobre a capacidade de manipulação da imprensa, tendo por cenário os alicerces da democracia e a consciência política dos cidadãos, hoje o debate deve implicar cada um de nós, enquanto cidadãos da atual sociedade de “autocomunicação de massas” (Castells). Confrontado com uma grave crise interna — económica, tecnológica e de credibilidade — e perda de autoridade pública, o jornalismo disputa o espaço midiático com outros atores, que não hesitam em o apontar como um adversário a abater. Nesta visão maniqueísta do mundo florescem os fenómenos dos “factos alternativos” e da “pós-verdade”. Tal “forma de fazer coisas com palavras”, a que Innerarity chama prática política, é hoje feita sob o signo da desintermediação. Ao personalismo político dos líderes populistas corresponde (um) a mídia crescentemente refém das lógicas comunicativas digitais, onde as partilhas e o engajamento das audiências constituem um novo valor-notícia. Estão, assim, reunidas as condições para a afirmação de um populismo político-midiático, que aproveita, estratégica e sabiamente, as fragilidades do jornalismo (de referência) e a evidente anorexia democrática. Paradoxalmente, o aumento de comunicação está longe de produzir melhor informação e contribuir para um clima de maior transparência: “a hiperinformação e a hipercomunicação não injetam luz na obscuridade” (Han). Num quadro onde é impossível desligar o jornalismo da política e os papéis que os Dois campos devem desempenhar, sobressai, ainda, a ação de outros atores sociais relevantes capazes de influenciar a agenda mediática, como é o caso das fontes profissionais, quer representem empresas ou interesses políticos (spin doctors). Comunicação, jornalismo e prática política são exercidas dentro daquela obsessão pela instantaneidade da informação de que nos fala Baudrillard, e cuja velocidade Midiática, levada às últimas consequências, nos conduziria, segundo o pensamento de Elias Canetti, à própria fuga e “libertação” do real. Afinal, de que jornalismo precisa o cidadão contemporâneo e que práticas jornalísticas devem ser aprofundadas e desenvolvidas na atual sociedade líquida (Bauman), onde até o exercício da política dissolve a ação da cidadania?
Professor Tempo de Casa Lattes
CRISTIANE FREITAS GUTFREIND 16 anos e 2 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Seminário: o Real Midiático
COD Carga Horária Descrição
19752-01 15 O seminário se propõe a introduzir conceitos e teorias da fenomenologia social assim como da socio-antropologia do imaginário voltados para a comunicação, dando enfoque a algumas problemáticas centrais que as ciências da comunicação e as ciências humanas têm em comum, nas quais elas elaboram suas legitimidades e validades respectivas. Se a questão das ações individuais e coletivas se torna central para o desvendamento sociológico do liame social, a comunicação por sua vez pode ser compreendida como o motor dessas ações. A sociologia assim como a antropologia, por trabalharem sobre o tema federativo das alteridades, produzem discursos sobre as inclinações comunicacionais das sociedades e suas implicações no mundo moderno. Assim, a violência e seu tratamento pela mídia, ou seja, a administração da violência divulgada como objeto relacional (telejornalismo policial, pornografia, terrorismo, etc.), vector de mensagens comunicacionais e fonte de conhecimentos, poderia ser considerado como um exemplo caraterístico de um agir comunicacional extremo que utiliza medos e fascinações diversas para se implementar no tecido social. Nós abordaremos também uma reflexão sobre o estatuto da imagem e a recepção do Paradigma imaginário dentro das culturas contemporâneas: quais são os « servilismos » da imagem, como o imaginário simbólico passou de um qualificativo improdutivo a uma perspectiva lucrativa? Na mesma ótica, investigaremos o referencial fenomenológico cujos temas prediletos (comunicação das consciências, realidade, verdade, essência, aparência, etc.) podem ajudar-nos a compreender melhor os fundamentos do « comunicar » enquanto obsessão civilizacional. O uso desses conceitos aplicados à perspectiva proposta nos possibilitará então analisar alguns aspectos de um confronto paradoxal mas fecundo entre os diversos sintomas do individualismo moderno (viver por e para si mesmo) e novas formas relacionais cuja matriz tecnológica se torna a cada vez mais evidente. Assim, o Cotidiano e o Comum tornam-se novos rumos operacionais nas redes sociais e na mídia numérica, pelos quais cada um oferece sua própria existência para o consumo coletivo. Portanto, o investimento dessa arquitetônica comunicacional, perenizado pelas necessidades tanto do lucro comercial como da troca existencial de informações e experiências, pode levar-nos a pensar numa possível formatam relacional já indicada nos meados do século XX por Georges Bataille quando especulava sobre a impossibilidade de toda comunicação verdadeira dentro do espectro da comunidade emocional.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Seminários
COD Carga Horária Descrição
62326-01 15 Tópicos de comunicação com professores convidados do Brasil e do estrangeiro. Elementos de cultura, mídia e tecnologia. Aspectos de teoria e metodologia da comunicação. Tópicos de comunicação nas organizações e de práticas sociopolíticas. Aprofundamento de autores de referência para pesquisa em comunicação. São previstos dois seminários semestrais com temas variados, cujo critério de seleção é a atualidade do enfoque ou o atendimento de determinado conteúdo não coberto pelas disciplinas oferecidas pelo PPGCom
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Seminários Avançados em Teorias da Imagem
COD Carga Horária Descrição
92398-03 45 A ontologia da imagem da sua origem aos diferentes dispositivos. Os desdobramentos perceptivos, representativos e estéticos. Análise de imagens a partir da discussão de obras canônicas.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Sociologia da Comunicação: Cultura e Comportamento Contemporâneo
COD Carga Horária Descrição
9231G-03 45 Modernidade, pós-modernidade, hipermodernidade. Sociedade do Espetáculo. Comunicação e complexidade. Hiper-realidade e simulação. Tribalismo, individualismo e estar-junto. Rede, virtual e cultura digital. Campo, epistemologia e sociologia da comunicação. Imaginário, ideologia, subjetividade e representação. Compreensão, interpretação, comunicação e informação. Técnica, tecnologia e narrativas. Cultura, entretenimento e formação.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Sociologia da Música
COD Carga Horária Descrição
19747-03 45 O curso tem por objetivo abordar conceitos fundadores dos estudos de sociologia da música, como gêneros, cenas, performances musicais, aliando-os às análises das práticas musicais e seus processos sociais. Desta forma, a ideia da disciplina é levantar questões teóricas, utilizando estudos empíricos, a partir da Sociologia, da História, da Antropologia, dos Estudos Culturais e da Comunicação para entender a música popular massiva.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Televisão e Outras Telas: Narrativas, Gêneros e Tecnologias
COD Carga Horária Descrição
9231A-03 45 Estudar a produção de sentido do conteúdo jornalístico, ficcional e de entretenimento desenvolvidos ao longo da sua história de hegemonia entre os meios. Explorar as mudanças provocadas pela convergência midiática e os respectivos usos de conteúdos expandidos para outras mídias. Analisar conceitos como TV expandida; Hiper TV; Social TV; Transmedia; suas narrativas e temporalidades. Indicar novos gêneros, formatos e linguagens de vídeo para as redes sociais em streaming, fluxo e/ou arquivo. Reconfigurar o lugar da recepção analisando a audiência e o consumo através dos conceitos contemporâneos de público, colaboração e propagação.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Temas Contemporâneos em Comunicação e Cultura Digital
COD Carga Horária Descrição
9232E-04 60 Panorama de temas contemporâneos em comunicação e cultura digital em seus tensionamentos estéticos e tecnológicos. Discussão de aproximações e afastamentos entre meios, conteúdos e práticas de comunicação e tecnologias digitais. Análise crítica de pressupostos e aplicações de tais relações.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Teorias da Comunicação
COD Carga Horária Descrição
9231E-03 45 A disciplina faz uma abordagem sincrônica das principais tendências de estudos teóricos da informação e da comunicação, revisa conceitos e contextualiza, historicamente, estas teorias. A disciplina busca atualizar o aluno em conceitos já conhecidos, ao mesmo tempo em que o introduz em teorias e perspectivas contemporâneas, inclusive da América Latina.
Professor Tempo de Casa Lattes
ANTONIO CARLOS HOHLFELDT 25 anos e 1 mês Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.
Teorias do Jornalismo
COD Carga Horária Descrição
9231C-03 45 A disciplina visa observar, analisar e refletir sobre as atuais características da notícia, surgidas na práxis jornalística, tendo como alvo os principais teóricos do jornalismo no mundo, com ênfase aos brasileiros, norte-americanos, portugueses e espanhóis. Pretende-se, através de análise bibliográfica, refletir até que ponto os conceitos teóricos existentes sobre as características do jornalismo e da notícia, disseminados no meio acadêmico, contrariam ou confirmam a prática vigente. Além disto, considerando a condição de desenvolvimento do Brasil, visa-se buscar causas sócio-politico-econômicas que expliquem as mudanças na prática do jornalismo e apontem para o futuro dessa área, levando-se em conta as novas tecnologias e as novas formas de participação dos diversos públicos existentes, dentre eles: leitores, ouvintes, telespectadores e internautas.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Práticas e Culturas da Comunicação MESTRADO Não Obrigatória
Práticas e Culturas da Comunicação DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Cultura e tecnologias das imagens e dos imaginários Estuda práticas e produtos culturais nas mídias, englobando estéticas linguagens e estilos culturais e artísticos. Investiga suportes e produtos da comunicação no meio social, os imaginários da cultura emanada da mídia ou por ela influenciada. Investiga também as teorias sobre a cultura das mídias. Pesquisa os imaginários sociais e as tecnologias que os influenciam, produzem ou impulsionam, analisando modos de ser cotidiano, ações, estilos de vida, interação, lazer e entretenimento. Estuda as apropriações individuais ou coletivas das manifestações culturais, produtoras de subjetividade com mediação tecnológica. Abriga investigações a respeito de aspectos históricos, políticos artísticos e tecnológicos sobre imaginários sociais. Contempla estudos de cinema, audiovisual, redes sociais, cultural digital, indústria cultural, crítica de mídia, produção de sentido nas mídias, sociabilidades tecnológicas e midiáticas.
Política e práticas profissionais na comunicação Pesquisa práticas profissionais nas mídias e nos processos sociopolíticos que ocorrem ou decorrem de sua relação no campo da comunicação. Analisa, na mídia impressa, eletrônica e digital, as práticas profissionais, seus modos de fazer profissional, suas expressões, suportes e discursos do jornalismo, da publicidade e propaganda, do cinema, do audiovisual, das relações públicas e da comunicação organizacional. Pesquisa o fazer profissional fundamentado nas teorias e nos teóricos que o analisam, englobando os aspectos históricos, políticos, institucionais, mercadológicos e tecnológicos quando estes afetam as práticas profissionais enumeradas. Contempla investigações que enfocam os modos pelos quais são percebidas as práticas sociopolíticas que ocorrem na sociedade e as maneiras pelas quais esses fenômenos conjunturais incidem sobre as próprias áreas profissionais citadas, alterando suas rotinas, perspectivas, modos de produção e resultados.