Produção Audiovisual

Início do curso

Março de 2004

 

Objetivos do curso

1. Formar profissionais tecnicamente capacitados para atuarem no conjunto de atividades essenciais à realização de obras audiovisuais, a partir dos suportes cinematográfico e videográfico;

2. Fornecer as bases teóricas e práticas necessárias à compreensão do mercado audiovisual, considerando as suas especificidades artísticas e técnicas, o histórico do seu desenvolvimento; as suas interseções com diferentes linguagens e mídias; as competências exigidas e as possíveis formas de interferência neste mercado;

3. Qualificar – técnica e culturalmente – os iniciantes neste setor de atividade, facilitando as condições de inserção no mercado profissional em níveis regional, nacional ou internacional. Ao mesmo tempo, oferecer esta qualificação a profissionais já atuantes no mercado, como atualização.

 

Formação profissional

O Curso Superior Tecnológico em Produção Audiovisual, dá ênfase aos trabalhos práticos e técnicos, sem deixar de abordar os fundamentos teóricos e culturais de realização cinematográfica, formando profissionais especializados na criação e produção de obras ficcionais e documentários.

 

Coordenador

 

Professores responsáveis pelo projeto

  • Prof. Dr. João Guilherme Barone
  • Prof. Dr. Carlos Gerbase

 

Exercício e filmes

Em 5 semestres (1800 horas/aula), cada turma produzirá 24 filmes e vídeos. Cada aluno participará de, no mínimo, 5 trabalhos, tendo a oportunidade de exercer as funções de roteirista, diretor, produtor, editor, fotógrafo e técnico de som.

 

Convênio com a New York Film Academy

A PUCRS e a New York Film Academy firmaram, em 2011, um convênio para intercâmbio de alunos. No âmbito da PUCRS, esse convênio é exclusivo para alunos do Curso de Produção Audiovisual da Famecos. Assim, os alunos do TECCINE poderão cursar disciplinas relacionadas a roteiro, produção, fotografia, som, montagem, entre outras, nos diferentes programas oferecidos pela NYFA, em Nova Iorque e em outras localizações, como as universidades de Harvard e Princeton, a Universal Studios, na California, ou ainda a Disney-MGM, na Florida, entre outras opções. Os programas de ensino da NYFA podem ser conferidos em www.nyfa.com. Para informações e orientações, os interessados devem procurar a Coordenação de Intercâmbio da Famecos e a Assessoria para Assuntos Internacionais e Interinstitucionais da PUCRS.

 

Mercado

O Rio Grande do Sul é, hoje, o terceiro pólo de produção audiovisual do Brasil. Nos últimos 20 anos, filmes, vídeos e programas de TV produzidos no estado conquistaram o respeito da crítica, um bom espaço no mercado nacional e, inclusive, reconhecimento no exterior. Por isso, são cada vez mais necessários programas regulares de formação profissional. O mercado audiovisual brasileiro, como um todo, vem apresentando um relativo crescimento na oferta de postos de trabalho nos últimos anos. Levantamentos setoriais realizados pelo Comitê Executivo de Políticas Públicas do Audiovisual, do qual a FAMECOS participou, juntamente com as entidades representativas do setor, organizados e divulgados pela FUNDACINE indicaram, já no ano 2000, as necessidades de formação para algumas funções como técnicos de som, editores, produtores, cenógrafos, figurinistas, entre outras. No panorama nacional, segundo dados do Ministério da Cultura, já em 1997 a Indústria Audiovisual no Brasil registrava receitas da ordem de 5,5 bilhões de dólares, algo como 1% do PIB. A produção de filmes no Rio Grande do Sul vem se mantendo ativa em curtas e longas. Em 2003, no Festival de Gramado, a Mostra Competitiva de Curtas Gaúchos, que passou a ser patrocinada pela Assembléia Legislativa, contou com um total de 14 filmes, sendo 4 em 35 mm e 10 em 16 mm. A FAMECOS participou com os filmes “Cúmplices” e “Pela Rua”, ambos em 16 mm, realizados pelas Oficinas Experimentais de Cinema, sendo a única produtora com dois filmes em competição. Cabe destacar que os levantamentos da FUNDACINE indicaram que a produção de um filme de longa-metragem gera em média 112 postos de trabalho e o de curta-metragem outros 81. O mesmo estudo, realizado em 2001, constatou que para um total de 100 técnicos habilitados oficialmente registrados no RS, havia a possibilidade de absorver cerca de 2.179 profissionais em contratos de 176h/mês.

Num mundo em que a indústria audiovisual, além de sua importância econômica como grande geradora de empregos, tem papel decisivo na síntese do imaginário cultural de todas as sociedades, cabe a Universidade formar profissionais capazes de dar uma dimensão humana às obras em que trabalham. O curso ora proposto seguirá a orientação da PUCRS no sentido de priorizar a comunidade e colocar sempre a técnica a serviço do homem.

 

O que é um curso superior de tecnologia?

O Ministério da Educação, nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível Tecnológico, estabeleceu que:

“Cursos Superiores de Tecnologia são cursos superiores de graduação, abertos a candidatos que tenham concluído o ensino médio ou equivalente, abrangendo os diversos setores da economia. Os graduados nos Cursos Superiores de Tecnologia denominam-se ‘tecnólogos’ e são profissionais de nível superior, especializados em segmentos de uma ou mais áreas profissionais com predominância de uma delas.”

“Os Tecnólogos possuem formação direcionada para aplicação, desenvolvimento e difusão de tecnologias, com formação em gestão de processos de produção de bens e serviços e capacidade empreendedora, em sintonia com o mundo do trabalho. A organização curricular dos Cursos de Tecnologia funda-se nos princípios de flexibilidade, interdisciplinaridade e contextualização.”

O Curso Superior de Tecnologia em Produção Audiovisual da PUCRS, portanto, é de Graduação, fornecendo a seus alunos todas as vantagens dos diplomados de Terceiro Grau, inclusive a possibilidade de ingresso regular em cursos de Pós-Graduação.

Currículos do curso

  • Decreto de Reconhecimento: Portaria nº 52/06 (D.O.U. de 24/08/2006)
  • Duração Mínima: 5 semestres

A principal característica do curso é a sistematização de trabalhos práticos ao longo dos cinco semestres, nos Laboratórios de Realização. Com a orientação de 2 ou 3 professores, os alunos trabalham em 4 núcleos de produção para o desenvolvimento de 24 projetos de produção, em 16 mm e vídeo digital, de ficção e documentário. As disciplinas do curso estão divididas em três grandes grupos:

1. Disciplinas culturais – que se referem ao mundo audiovisual contemporâneo, mas não estão restritas a ele – fornecerão uma base de conhecimentos culturais para o aluno compreender o cinema, o vídeo e suas derivações como aspectos contemporâneos de um processo histórico, desvendando seu passado e prospectando seu futuro;

2. Disciplinas de linguagem estão voltadas para as articulações e interseções específicas do cinema e do audiovisual, contemplando as matrizes das expressões através de imagens e sons combinadas pela via da montagem/edição.

3. Disciplinas de realização contemplam os estudos dos ofícios da produção, com ênfase nas técnicas de roteiro, produção, direção, fotografia, som e montagem/edição, integrando atividades práticas da realização de obras audiovisuais pelos alunos sob orientação dos professores.

Os diversos componentes curriculares são as bases para uma formação crítica e reflexiva do espaço audiovisual, articulada com as habilidades técnicas e de linguagem, necessárias à criação e à produção de filmes e vídeos, de forma a capacitar o aluno não só a atuar profissionalmente, mas também a identificar as suas potencialidades e talentos para o exercício de funções específicas e ainda para buscar formação complementar.

SEM COD Disciplina CH
1 23604-02 Gramática da Narrativa Visual 30
1 23605-02 História da Arte 30
1 23643-02 Histórias do Cinema: das Origens Ao Neorrealismo 30
1 23647-04 Imagem: Fundamentos 60
1 23609-04 Laboratório de Realização I 60
1 23644-04 Metodologias de Produção 60
1 23646-04 Montagem: Fundamentos 60
1 23645-04 Roteiro: Fundamentos 60
1 23602-02 Tecnologias Audiovisuais 30
2 23612-04 Documentario 60
2 23649-02 Histórias do Cinema: Cinemas Novos 30
2 23652-04 Imagem: Suportes Eletrônicos e Luz Artificial 60
2 23618-04 Laboratório de Realização II 60
2 23654-04 Montagem: Linguagem, GÊNEROS E FORMATOS 60
2 23650-04 Produção: Projetos e Formatos 60
2 23651-04 Roteiro: Adaptação e Não Ficção 60
2 23653-04 Áudio: Fundamentos 60
3 23624-02 Direção 30
3 23621-04 Dramaturgia 60
3 23632-02 História do Cinema Brasileiro 30
3 11521-04 Humanismo e Cultura Religiosa 60
3 23657-04 Imagem: Recursos e Efeitos 60
3 23637-04 Laboratório de Realização III 60
3 23658-02 Montagem: Finalização, Recursos e Processos 30
3 23655-02 Produção Executiva 30
3 23656-02 Roteiro: Práticas de Escritura 30
3 23659-04 Áudio: Prática e Estética 60
4 23610-02 Análise Fílmica 30
4 23641-04 Disciplinas Eletivas 60
4 23630-08 Laboratório de Realização IV 120
4 23640-02 Mercado Audiovisual 30
4 23661-03 Projeto Experimental: Imagem, Audio, Montagem 45
4 23660-03 Projeto Experimental: Roteiro, Produção, Direção 45
4 23635-02 Teorias e Estética do Cinema 30
5 23636-08 Laboratório de Realização V 120

Como ingressar

Para iniciar o Curso de Produção Audiovisual é necessário realizar o Concurso Vestibular da PUCRS, edição de verão.

A PUCRS oferece também a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de transferência, ingresso de diplomado e reopção.

 

Informações adicionais

Saiba mais sobre o curso de Produção Audiovisual:
PRÁTICAS  |  APOIADORES  |  FILMES  | PRÊMIOS  |  EGRESSOS


 

Práticas

 

A Famecos e o Cinema

Tradição

A FAMECOS é a faculdade de maior tradição no ensino audiovisual no Rio Grande do Sul, através de seus cursos de Jornalismo e Publicidade. Desde 1995, mantém turmas de Especialização e Extensão em Cinema. Já são dezenas de ex-alunos premiados em festivais brasileiros e internacionais e reconhecidos no mercado. Na própria FAMECOS são produzidos, anualmente, 50 títulos audiovisuais, em 16mm e vídeo digital.

 

Alguns Prêmios de Filmes e Vídeos Realizados na Famecos

  • “Lar desfeito”, dos alunos de Cinema 4 da FAMECOS/PUC-RS (super-8, 6min, 1985) – Melhor Super-8 de Ficção do Festival de Gramado-1985
  • “O caso Claudete”, dos alunos de Cinema 3 da FAMECOS/PUC-RS (super-8, 8min, 1986) – Melhor Super-8 de Ficção do Festival de Gramado-1986
  • “A Vida do Outro” (16mm, 2000) , de Tanira Lebedof. Melhor Roteiro de Curta-Metragem, Festival de Brasília, 1998; Melhor Atriz de Curta Gaúcho, Cléo de Paris, Gramado, 1998.
  • “Qualquer Lugar” (16mm, 2002), de Gisela Rodrigues. Melhor Filme de Curso, Festival do Livre Olhar, Porto Alegre, 2003; Melhor Ficção Universitária Gaúcha, XI Gramado Cinevídeo, 2003.
  • “Trem”, de Mateus Dagostini, Melhor Documentário Experimental, Festival Internacional de Esculeas de Cine, Cinemateca Uruguaya, 2001; Menção Honrosa, EXPOCOM, 2003
  • “Nossa senhora das artes”, de Cynthia Melhor Vídeo Institucional do XI Gramado Cinevídeo, 2003.

 

Vinculação à Rede de Ensino

A Famecos, está entre as instituições fundadoras do Fórum Brasileiro de Ensino de Cinema e Audiovisual – FORCINE, em sintonia com organismos internacionais, como o CILECT, Centro Internacional de Ligação das Escolas de Cinema e Televisão, e a FEISAL, Federação Iberoamericana de Escolas de Imagem e Som, que fornecem diretrizes e promovem o intercâmbio para o aperfeiçoamento do ensino de cinema e do audiovisual.

 

Veja como se Faz Cinema na Famecos

Aqui estão alguns momentos das filmagens da disciplina “Projeto Experimental em Cinema”, da Famecos. No “Curso Superior de Tecnologia em Produção Audiovisual” você poderá fazer arte de um verdadeiro “set” de filmagem.

Veja como se Faz Cinema na Famecos - parte 1

Veja como se Faz Cinema na Famecos - parte 2

Veja como se Faz Cinema na Famecos - parte 3

Equipamentos

A FAMECOS dispõe da infra-estrutura técnica necessária para atender às atividades do curso, incluindo estúdios de áudio, vídeo e fotografia, além de laboratórios de informática aplicada. Os alunos do TECCINE convivem num ambiente de produção que integra tecnologias digitais e analógicas e contam com um parque exclusivo de equipamentos. O Laboratório de Cinema e o Setor de Meios Auxiliares da FAMECOS funcionam como uma central de operações. São 21 câmeras de vídeo em formatos digitais standard e de alta definição, destacando as Sony DSR 400 e PD 170 e as Panasonic DVX 100 e HVX 200, todas com tripés, monitores de externas, filtros e demais acessórios. Há também câmeras cinematográficas próprias na bitola de 16 mm, destacando as clássicas Éclair NPR e Pannhard Bolex, equipadas com lentes e acessórios. Através de convênio com o Instituto Estadual de Cinema, as câmeras Arri BL 16 e Arriflex IIC 35 mm são também regularmente utilizadas. Equipamentos de iluminação e maquinaria, operados por eletricistas profissionais de cinema asseguram agilidade e segurança nas filmagens. Para a captação de som os alunos contam com duas unidades Fostex com gravação em cartão, equipadas com mixers e diversos tipos de microfones e acessórios.

Para as atividades de pós-produção, o Laboratório de Cinema do TECCINE dispõe de duas mesas de montagem Prevost 16 mm e 35 mm, 5 projetores 16 mm, 6 estações de edição em plataformas Mac e PC, com discos externos adicionais; cabine de áudio e mixagem em Pro Tools.

7nbsp;

Vantagens para alunos do TECCINE

As mensalidades incluem todos os equipamentos, materiais e serviços de imagem e som, necessários à realização de exercícios e filmes em 16 mm , 35 mm e video, dentro das atividades curriculares, incluindo transporte, material sensível, revelação, copiagem , telecine, transfer, mixagem em Dolby, masterização e cópias. Sem custos adicionais.

  • Nos projetos de produção, os alunos são orientados pelos professores e contam com suporte técnico de profissionais do mercado.
  • Câmeras de vídeo e fotográficas para uso exclusivo dos alunos do TECCINE, por períodos de 48h, sem custos.
  • Acesso exclusivo e gratuito ao acervo de filmes em DVD com mais de 300 títulos.
  • Extensa bibliografia disponível na Biblioteca Central da PUCRS, com atualização regular.
  • Em projetos de produção fora das atividades curriculares, os alunos contam com descontos em serviços de laboratório cinematográfico (Labocine e Cinema) e locação de equipamentos de iluminação e maquinaria (Quanta).

Apoiadores

Apoiadores Teccine Apoiadores Teccine Apoiadores Teccine Apoiadores Teccine
 Apoiadores Teccine  Apoiadores Teccine  Apoiadores Teccine  Apoiadores Teccine
 Apoiadores Teccine  Apoiadores Teccine  Apoiadores Teccine  Apoiadores Teccine

Filmes

Veja a relação dos filmes

ANO TITULO DIREÇÃO
2004
2004 A Conversão Marcelo Bernardes
2004 Exame Final Laura Castilho e Marcelo Restori
2004 Enquanto o amor não vem Pedro S. Salassié
2004 No terraço Laura Castilho e Marcelo Restori
2004 O Quarto Ana Clara Martins
2004 Rosas Eduardo Baiano Rosa
2004 Terraço, No Laura Castilho e Marcelo Restori
2004 XXXX Eduardo Friedrich
2004 Bixo Liverpool Pedro Guindani
2004 Encomenda, A Ricardo Mendes
2004 Junkies Luciana Kunst
2004 Malabares Felipe Santos Rosa
2004 Marca da Sedução Felipe Valer
2004 Palavras Kadu Pirapalhete e Maitê Medeiros
2004 Purgatório Luiza Lemos
2004 O Reencontro Ruyter Duarte
2004 Silêncio Roubado Nilson Lorenzato
2004 Um minuto no tempo Eduardo Oliveira
2005
2005 Como enfrentar os desafios da vida moderna Leonardo Maestrelli
2005 Desespero Fernando Vianna
2005 Despedida Maurício Bisol
2005 Enamorado, O Felipe de Quadro
2005 Escolha de Gina, A Roger Acadroli
2005 Heróis Patrick Ávila de Souza
2005 Teto Preto Bruno Nerva
2005 Time Bomb Deco Bruno
2005 Toniolo Caco Pacheco e André Moraes
2005 Trilha de Gaitas Fernando Basso
2005 Vício Marco Prates
2005 Velhinhos Filipe Barros
2005 Abailando Simone Makhamra e Karina Eckhard
2005 Cartas na Manga Lucas Miralha
2005 Convenções Gabriel Caruccio
2005 Dívidas Norton Simões
2005 Do Mal Christian Heit
2005 Esquina Maldita Roger Lucas Acadroli
2005 Flores para Alice Francis Sales
2005 Girassóis de Hugo, Os Maitê Medeiros e Vinicius Cruxen
2005 Hora Extra Felipe Garrido
2005 Independente Rock Sul Marco Prates
2005 Instituto de Anatomia Priscila Velho
2005 Mal passado, por favor Guilherme Reis
2005 Ocidente – Histórias de um Bar Roger Lucas Acadroli
2005 Ponto de Vista Juliano DeCampos
2005 Queda, A Tai Holz
2005 Quando o Antigo é Novo Bárbara Xavier, Daniele Zanella, Débora Machado da Silva e Gabriela Amadori
2005 R.I.P. Jan Monczka
2005 Satsaunga Ricardo Keunecke
2005 Trajetória, A Luiza Tigre
2005 A Última Sessão de Cinema Roberto Rigatto
2006
2006 10Km/H
2006 Boa Sorte!
2006 Cogumelos
2006 De Dentro do Meu Sexo Ana Albornoz
2006 Fragmentos Alexandre Rossi
2006 Grande Circo Místico, O Diego Steffani
2006 Ki-Suco de Abacaxi
2006 Luta, A Sergio Deboni
2006 Literatura
2006 Meias Palavras Pedro Barbosa
2006 Para Sempre Roberta Bastos
2006 Partida Sérgio Deboni
2006 Placebo Marcelo Restori
2006 Pressa, A
2006 Pioneiros do cinema gaúcho de animação Norton Simões e Luiza Tigre
2006 Reta Final Ruyter Duarte
2006 Reverso Christian Schneider
2006 Rubra Cor
2006 Sob o Arvoredo
2006 Teia e o Ponto, A Bruna Giordani e Bruna Leite
2006 Verdade Felipe Valer
2006 Aqui Jazz Frabrício Catanhede
2006 Aparência Diogo Suman Santoro
2006 Doc 8 Christian Schneider
2006 Desejos Marcelo Minho Diaz
2006 Escolhas Erradas Vanessa Porciúncula e Maria Clara Bastos
2006 Fugaz Davi Pretto
2006 Gente Falante Ruyter Duarte
2006 Goteira Bruno Carboni
2006 Inquilinos Kadu Mirapalhete
2006 Lilahs Ricardo Mendes
2006 Maldito Norton Simões e Lindsei Alves
2006 Memórias de uma Guerra Eduardo Christofoli
2006 Missão, A Jefferson Vargas
2006 Metamorfose Fernanda Severo e Gabriel Cunha
2006 Obras inacabadas do senhor silêncio, As Leonardo Wittmann
2006 Psicotrópico Marianna Neibert
2006 Por trás das flores Eduardo Púa
2006 O Retorno da Lua Tobias Vinicius Rodil
2006 Ratos Maitê Medeiros
2006 Sem Açúcar Laura Beschorner Coelho
2006 Tivemos Nosso Tempo Filipe N. de Barros
2006 Ultimato André Palma Moraes
2006 64hz
2006 Aparência Diogo Suman Santoro
2006 O Canto da pimenta
2006 Doc 8 Christian Schneider
2006 Desejos Marcelo Minho Diaz
2006 Escolhas Erradas Vanessa Porciúncula e Maria Clara Bastos
2006 Fãs Leandro Machado
2006 Fugaz Davi Pretto
2006 Gente Falante Ruyter Duarte
2006 Goteira Bruno Carboni
2006 Inquilinos Kadu Mirapalhete
2006 Lilahs Ricardo Mendes
2006 Missão, A Jefferson Vargas
2006 Maldito Norton Simões e Lindsei Alves
2006 Memórias de uma Guerra Eduardo Christofoli
2006 Missão, A Jefferson Vargas
2006 Metamorfose Fernanda Severo e Gabriel Cunha
2006 Obras inacabadas do senhor silêncio, As Leonardo Wittmann
2006 Psicotrópico Marianna Neibert
2006 Por trás das flores Eduardo Púa
2006 Ratos Maitê Medeiros
2006 O Retorno da Lua Tobias Vinicius Rodil
2006 Ratos Maitê Medeiros
2006 Sem Açúcar Laura Beschorner Coelho
2006 Tivemos Nosso Tempo Filipe N. de Barros
2006 Transeuntes Maria Pia Azevedo e Nathália Bacellor
2006 Ultimato André Palma Moraes
2007
2007 Apartamento 403 Felipe de Quadro
2007 Aceite esta rosa Élvio Philippe
2007 A Cela Norton Simões
2007 Cinema Mon’ Amour Janaína Mello e Lolita Beretta
2007 O Circo em minha vida Fábio Rangel
2007 Os Carinhas do Barfim Bruno Carvalho
2007 Complicações femininas em tempos modernos Marcus V. Braga
2007 Capital de Giro Lucas Corrêa
2007 Diferente Jaqueline Desbastiane e Maria Clara bastos
2007 Das 5 às 7 num país em subdesenvolvimento Fabricio Cantanhede, Gabriel Cunha e Filipe Barros
2007 Duo Pantomima Bárbara Corbellini e Daniele Ibarra Zanella
2007 Exercício, O Ivo Schergl Jr.
2007 Frustração Thales Bobadra
2007 Inimigo Mariana Neibert
2007 Música Livre Bruno Carboni e Davi Pretto
2007 Primeira gota. A Vinícius Bock
2007 Roleta Russa Jan Monczka
2007 Sedutor Meliante Eduardo Domingues
2007 Trauma Dênis Duarte
2007 Transtorno Paula Turra
2007 Um Fim Fernanda Cabral e Cláudia Filipa
2007 História de dormir João Pedro Kowacs Castro
2007 Anagrama Fernanda Severo e Jaqueline Debastiane
2007 Chá das Três Ivo Schergl Jr.
2007 De todos poente, Ilha das Flores Caio Sehbe
2007 Descompassos Carlos Paixão
2007 Ela, Eu Maurício Correa
2007 Entreplanos Lucas Cassales e Miguel Baierle
2007 Esperando… Samuel Telles dos Santos
2007 Garota Propaganda Guilherme Keenan
2007 Janelas Betina Monteiro e Janaína Birck
2007 Lazy Jonathan Edison Rodrigues e Jan Monczka
2007 Linda, um filme horrível Elisa Treuhertz
2007 Livres? João Surriz
2007 Lazy Jonathan Edison Rodrigues e Jan Monczka
2007 Linda, um filme horrível Elisa Treuhertz
2007 Meu corpo, meu laboratório – sinfonia epitelial F. R. Prux
2007 Mundo, O Diego Oliveira
2007 No Fim do Dia Michael Henry Junior
2007 Omelete Ósi Luís e Fábio Rangel
2007 Relicário Juliano de Campos e Lindsei Alves
2007 Sinfonia da desgraça Bruno Guimarães
2007 Transmoitação Gabriel Cevallos
2007 Touché Gislaine Tavares
2008
2008 A Céu Aberto Alexandre Kumpinski
2008 Casa elétrica Gabriel Cevallos
2008 Depois da chuva Maria Pia Azevedo
2008 E se hoje eu acordar amanhã Marília Garske
2008 Fragmentos de Bolo Paola Wink
2008 A flor lisérgica Alice Castiel
2008 Grenal
2008 Inverso
2008 Longe de Casa Maria Clara
2008 Mesa de Bar
2008 Necrofilia J. Suriz
2008 Segura na mão de deus Elisa Simckzac
2008 Travessias Andréa Cecim Fortes
2008 Tudo Bem Gabriel
2008 Uma da Manhã Jaci Moura
2008 Um Olhar Só Tomás
2008 Verso Sheila Marafon
2008 Volte Sempre Eduardo Púa
2008 Depois de sábado Anmer Pozzobon
2008 Quarto de espera Bruno Carboni e Davi Pretto
2009
2009 5 dedos Gabriel Carrion
2009 Confissão Iuli Gerbase
2009 Ciclos Siana Schwab
2009 Das coisas esquecidas no sono Alice Castiel
2009 Estar
2009 Foto sensível Gabriel Motta
2009 Full House Laura Linn
2009 Ganhando Amor York
2009 Incipt Vita Nuova
2009 Monkeynizer Elisa Petry
2009 Por uma noite apenas
2009 Plateia Abel Roland
2009 Presente Letícia Ribeiro
2009 O Rosto que sorri
2009 Sebo Alexandre Kumpinsky e Lucas Cassales
2009 Sebo Alexandre Kumpinsky e Lucas Cassales
2009 Tum-tss-tum Abel Roland
2009 Uttara (ref)
2009 Vento levou, O Siana Schwab
2009 Baratas Patrícia Schirmer
2009 Bengalas Paula Martins
2009 Cama, mesa e cama Stefania Curti
2009 Café com Rebu Abel Roland e Emiliano Cunha
2009 Entre telas Eduardo Stimamilio
2009 Entre a língua e o céu da boca João Suriz
2009 Sorte Amanda Copstein e Siana Schwab
2009 Silêncio, por favor Filipe Matzenbarch
2009 Sofá verde Arno Schuh e Lucas Cassales
2009 Triângulo Roberto Ruchiga
2009 Tcheatro do Bebé Carlos Paixão
2010
2010 1º de junho Giana Milani
2010 Até que a morte nos separe Kim Nunes
2010 Boia Alice Castiel e Paula Martins
2010 Bôp Gabriel Motta
2010 Em pé Maiara Sanches
2010 Perdeu Playboy Priscila Cerutti
2010 Quando a musica acabar cante para mim João Suriz
2010 Reptiliano Abel Roland
2010 Sem fantasia Natália Karam
2010 Sorriso, O João Madureira
2010 Troca, A Leandro Dias
2010 Trico e pitangas Iuli Gerbase e Marília Garske
2010 Who the fuck is the other girl Paola Troian
2010 Welcome to the jungle Ângelo Borsa
2010 Agora eu era João Pedro Madureira e Luciana Mazeto
2010 Cão, O Abel Roland e Emiliano Cunha
2010 Contra fatos não há argumentos Rossana Fernandes
2010 Do lado de lá Catharina Cecato Conte
2010 Estátuas Jéssica Glaeser
2010 Quando a casa cresce e cria limo Amanda Copstein T.S. e Filipe Matzembacher
2010 Rugby Felipe Trentini
2010 Ruim foi quando começou a guerra Lívia Baptista
2010 Rua da liberdade Leandro Engelke
2010 Serpente solar azul Gabriela Martins
2010 Sem créditos no final Eduardo Dall’Agnol
2010 Um homem por tras do espetáculo Leonardo Radaelli
2011
2011 Expurgo Isadora Victora e Vinicius Lopes
2011 Chá das Cinco Felipe Terntini
2011 Pois é Bianca Menti e Natália Karam
2011 O preço de uma garrafa de vinho Daniel Camargo
2011 Conquista, A (Satisfação) Débora Palhares e Manuela Venturini
2011 Choco Frenesi (Satisfação) Gabriel Pessoto
2011 Dançou (Satisfação) Guilherme Pires
2011 Desapego (Satisfação) Daniela Strack
2011 Disparo no escuro (Medo) Mauricio “Piu” Abreu
2011 Espíritos de satã (Medo) Alessandro Deretti
2011 Liberdade é vermelha, A (Medo) Henrique Larré
2011 Quem ri por último (Medo) Joana Vieira
2011 Sangue frio (Medo) Carolina Pereira
2011 Trash Love (Satisfação) Julia Barth

Prêmios

Prêmios e Participações em Festivais e Mostras

Confira abaixo os detaques do Curso de Produção Audiovisual da Famecos ao longo dos anos.

 

Filmes do TECCINE no 39º Festival de Gramado

O curta em 35 mm Tricô e Pitangas, recebeu o Prêmio de Melhor Roteiro de Curta Gaúcho-Troféu Assembléia Legislativa do RS, no 39º Festival de Gramado. O filme tem roteiro de Iuli Gerbase que dividiu a direção do curta com Marília Garske, sendo um dos TCCs da turma de formando de 2010.

Em 2011 o TECCINE participou do 39º Festival de Gramado com 3 filmes em competição na Mostra Gaúcha. Ao lado de Tricô e Pitangas, foram selecionados Bóia, 35 mm, de Paula Martins e Alice Castiel, e O Cão, HD, de Emiliano Cunha e Abel Roland, sendo este selecionado também para a competição nacional. O Cão é o primeiro filme do TECCINE a participar das duas competições e registrou um ótimo desempenho este ano, entrando nas seleções oficiais do Festival de Huesca, na Espanha, e de Paulínia, em São Paulo.

Outro projeto do TECCINE exibido em Gramado, fora de competição, foi o documentário APTC 25 Anos. Menos Corta, mais ação, com lançamento no estande do Instituto Estadual de Cinema. Este documentário foi produzido por uma equipe de alunos durane 2010, integrando as ações comemorativas dos 25 anos de fundação da Associação Profissional dos Técnicos Cinematográficos do Rio Grande do Sul, APTC-ABD/RS.

 

Prêmio ABC 2010

O curta Maresia, produzido em 35 mm como TCC de alunos do TECCINE recebeu também o Prêmio ABC 2010 na categoria de Melhor Direção de Fotografia para Filme Estudantil. Este prêmio é conferido anualmente pelos membros da Associação Brasileira de Cinematografia que reúne profissionais da fotografia, montagem, arte e som. Veja o resultado em

http://www.abcine.org.br/premio-abc/?id=228&/vencedores

Com roteiro e direção de Christian Schneider, que assina também a direção de fotografia, e Natália Piva Chim, Maresia é mais um dos filmes produzidos pelos alunos do Laboratório de Realização V como Trabalho de Conclusão de Curso. Ao longo de 2009, após vencer a etapa brasileira e ter sido finalista na etapa latinoamericana do Kodak International Film School Competition, o curta participou de diversos festivais e mostras e recebeu inúmeros prêmios, destacando ainda: no 8º SMVC, em Santa Maria, Menção Honrosa “Pelo resgate e valorização do trabalho em preto e branco em película” e também Troféu Vento Norte de melhor Trilha Sonora Original (música composta por Jean Presser). Em João Pessoa, no 5º Fest Aruanda, na Mostra Nacional, prêmios de melhor filme, melhor fotografia e melhor roteiro.

 

Kodak Filmschool Competition 2009

MARESIA, (Christian Schneider), venceu a etapa brasileira de um dos maiores concursos de direção de fotografia do mundo, o Kodak Filmschool Competition. A produção foi eleita como a melhor de 2009 por renomados diretores, como David Stump, Carlos Pacheco, Henrique Leiner, Lito Mendes da Rocha, Lucio Kodakto e Roberto Faissal.

 

Kodak Filmschool Competition 2007

PLACEBO, (Marcelo Restori), com fotografia de João Divino, venceu a etapa Brasileira e ficou em segundo lugar na etapa América Latina. Pela primeira vez, um filme produzido por alunos de um curso de cinema do Rio Grande do Sul participa do concurso internacional da Kodak. O júri foi composto pelos fotógrafos Cesar Moraes, Lucio Kodato, Walter Carvalho, Maritza Caneca e Roberto Faissal.

Mais detalhes em
http://wwwbr.kodak.com/cluster/lar/es/motion/paises/indexBrasil.shtml

 

doc.8 (Christian Schneider), seleção oficial dos festivais:

Festcine Amazônia, Porto Velho (www.festcineamazonia.com.br)
Festival Internacional de Cinema de ITU (www.cinemamundo.com)
II Mostra Curta Audiovisual – Campinas (www.mostracurta.art.br/)
Fest Cine Aruanda em João Pessoa – PB. (www.bc10.com.br/aruanda/?p=festival)

 

Memórias de uma guerra (Eduardo Christofoli, seleção oficial no Fest Cine Aruanda em João Pessoa – PB. (www.bc10.com.br/aruanda/?p=festival)

 

XV Gramado Cine Vídeo, ago 2007

* Melhor vídeo (categoria Vídeo Universitário Brasileiro): O retorno da lua (Tobias Vinicius Rodil)
* Prêmio especial do júri (categoria Vídeo Universitário Brasileiro): Das 5 às 7 num país em subdesenvolvimento (Fabricio Cantanhede, Filipe Barros e Gabriel Cunha)
* Melhor vídeo (categoria Vídeo Universitário Gaúcho): Lilahs (Ricardo Mendes)
* Melhor documentário (categoria Vídeo Universitário Gaúcho): doc.8 (Christian Schneider)
– Seleção oficial Mostras Competitivas – Vídeo Universitário Brasileiro: Ficção – Das 5 às 7 num país em subdesenvolvimento (Fabricio Cantanhede, Filipe Barros e Gabriel Cunha) + Documentário – De dentro do meu sexo (Ana Albornoz) + Experimental – O retorno da lua (Tobias Vinicius Rodil); Vídeo Universitário Gaúcho: Ficção – Lilahs (Ricardo Mendes) + Documentário – doc.8 (Christian Schneider) + Experimental – Maldito (Norton Simões e Lindsei Alves)

 

12º Festival Brasileiro de Cinema Universitário, Rio de Janeiro, jul. 2007

* Mostra Competitiva Nacional: Destaque em Retrato da Realidade Nacional: Como enfrentar os desafios da vida moderna (Leonardo Maestrelli) “O filme é premiado pela inventividade ao construir um recorte individual que traduz dilemas coletivos contemporâneos”.
* Prêmio Cachaça Cinema Clube: Como enfrentar os desafios da vida moderna (Leonardo Maestrelli)
– Seleção oficial – Mostra Competitiva Nacional: Como enfrentar os desafios da vida moderna (Leonardo Maestrelli) + O retorno da lua (Tobias Rodil) + Para sempre (Roberta Bastos) (dos 323 curtas inscritos, foram selecionados 52)

 

3º Festival de Jovens Realizadores de Audiovisual do Mercosul, Vitória, 2007

– Seleção oficial: Verdade (Felipe Valer) (dos 51 selecionados de um total de 151 inscritos de Brasil, Argentina e Uruguai, foi o único do RS)

 

CineEsquemaNovo 2007 – Festival de Cinema de Porto Alegre, 25 jun. a 1º jul. 2007

– Seleção oficial – Mostra Competitiva de Curtas e Médias-metragens: Como enfrentar os desafios da vida moderna (Leonardo Maestrelli)
– Seleção oficial – Mostra Competitiva Sala de Aula: Como enfrentar os desafios da vida moderna (Leonardo Maestrelli)

 

IV PUTZ – Festival Universitário de Cinema e Vídeo de Curitiba, 16 a 19 maio 2007

* 3º lugar: O retorno da lua (Tobias Rodil) (Exibição no Cine Luz, 18 maio)

 

Cinesul – Festival Ibero-americano de Cinema e Vídeo, 2007

– Seleção oficial – Ficção: Aqui jazz (Fabrício Cantanhede) + Para sempre (Roberta Bastos)

 

Curta-se – 7º Festival Luso-brasileiro de Curtas-metragens de Sergipe; Aracaju, São Cristóvão e Estância, 28 abr. a 6 maio 2007

– Seleção oficial – Vídeo: O retorno da lua (Tobias Rodil)

 

5º NÓIA – Festival Nacional de Cinema e Vídeo Universitário, Fortaleza, 6 a 9 dez 2006

– Seleção oficial: Verdade (Felipe Valer) + Dama (Vinicius Cruxen)

 

Curta Cinema 2006 – Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro, 1º a 10 dez 2006

– Seleção oficial – Competição Nacional: Aqui jazz (Fabrício Cantanhede)

 

19º Set Universitário, Porto Alegre, 30 out. a 1º nov. 2006

* Melhor ficção: O grande circo místico (Diego Steffani)
* Melhor documentário: Verdade (Felipe Valer)

 

8ª Mostra Londrina de Cinema, 15 a 22 out. 2006

– Seleção oficial Competitiva Nacional: Aqui jazz (Fabrício Cantanhede)

 

XIV Gramado Cine Vídeo, 14 a 19 ago. 2006

* 2º prêmio destaque do júri (categoria Vídeo Universitário Brasileiro): Aqui jazz (Fabrício Cantanhede)
* Melhor vídeo universitário gaúcho (escolha do júri popular): Os girassóis de Hugo (Maitê Medeiros e Vinicius Cruxen)
– Seleção oficial Mostras Competitivas -Vídeo Universitário Brasileiro: Ficção – Aqui jazz (Fabrício Cantanhede) + Documentário – Verdade (Felipe Valer) + Experimental – Flores para Alice (Francis Sales); Vídeo Universitário Gaúcho: Ficção – Os girassóis de Hugo (Maitê Medeiros e Vinicius Cruxen) + Experimental – Como enfrentar os desafios da vida moderna (Leonardo Maestrelli)

 

CineEsquemaNovo 2006 – Festival de Cinema de Porto Alegre, 8 a 14 maio 2006

* Mostra Competitiva Sala de Aula – júri popular: segundo lugar – Toniolo (André Palma Moraes e Caco Pacheco)

 

1º Arraial Cine Fest , Arraial d’Ajuda, BA, abril 2006

– Seleção oficial: Instituto de Anatomia (Priscila Velho)

 

18º Set Universitário, Porto Alegre, 18 a 20 out. 2005

* Melhor documentário: Toniolo (André Palma Moraes e Caco Pacheco)

 

XIII Gramado Cine Vídeo, ago. 2005

* Melhor vídeo universitário brasileiro (júri popular): Heróis (Patrick Souza)


Quem já estudou no curso?

A FAMECOS formou centenas de profissionais do setor. Aqui estão alguns dos nomes mais conhecidos, em ordem alfabética:

  • Adriana Borba, diretora de arte e produtora – “Netto perde sua alma”, “Vicious”, “Paulo e Ana Luiza em Porto Alegre”
  • Alberto La Salvia, diretor de fotografia – “Intestino grosso”, “Lembra, meu velho?”
  • André Arieta, diretor e roteirista – “A verdade às vezes mancha”
  • Cássio Tolpolar, roteirista e diretor – “Vênus”
  • Carlos Gerbase, roteirista e diretor – “Tolerância”, “Verdes anos”, “Inverno”, “Memorial de Maria Moura”, “Engraçadinha”, “Comédias da vida privada”
  • Cristiano Trein, roteirista e diretor – “Escuro”, “Mirian”
  • Cristiano Zanella, roteirista e diretor – “Club”, “Snuff movie”
  • Dainara Toffoli, roteirista e diretora – “Um homem sério”
  • Dennison Ramalho, roteirista e diretor – “Noturno”, “Amor só de mãe”
  • Drégus de Oliveira, roteirista e diretor – “Club”, “Phill”
  • Eduardo Wannmacher, roteirista e diretor – “Sangue do dragão”
  • Fabiano de Souza, roteirista e diretor – “Um estrangeiro em Porto Alegre”, “Dois filmes em uma noite”
  • Fernanda Chemale, fotógrafa de cena – “Tolerância”
  • Fernando Mantelli, roteirista e diretor – “Blecaute”, “A próxima geração”
  • Flávia Seligman, produtora e diretora – “Mazel Tov”, “O caso do lingüiceiro”, “Prazer em conhecê-la”
  • Gilson Vargas, roteirista e diretor – “Até”, “Quem?”, “Vaga-lume”, “À sombra do outro”
  • Gisele Jacques – roteirista e diretora – “Lembra, meu velho?”
  • Glênio Póvoas, pesquisador, roteirista e diretor – “Passageiros”, “Memorial de Maria Moura”
  • Gustavo Brandau, diretor – “Bah”
  • Gustavo Spolidoro, roteirista e diretor – “Velinhas”, “Outros”, “Domingo”, “Final”
  • Hélio Alvarez, operador de câmara, roteirista, diretor, editor “Beijo ardente – Overdose”
  • Hique Montanari, montador e diretor – “Dois filmes em uma noite”
  • Ivana Verle, roteirista e diretora – “O caso no ar”
  • Kika Souza, diretora de produção – “Tolerância”, “Cena aberta”
  • Leo Sassen, diretor – “Pois é, vizinha?”
  • Lisiane Cohen, produtora – “João”
  • Luciana Lima, diretora de fotografia, assistente de câmara – “Intestino grosso”
  • Marta Biavaschi, roteirista e diretora – “Bola de fogo”
  • Muriel Paraboni, roteirista e diretor – “Miopia”
  • Nelson Nadotti, roteirista e diretor – “Deu pra ti, anos 70”
  • Rafael Figueiredo, roteirista e diretor
  • Raul Costa Jr., jornalista – diretor da RBS-TV
  • Raul Krebs – fotógrafo, clip “Tom Bloch”
  • Ricardo Severo – músico, “Deus Ex-Machina”
  • Roberto Henkin, diretor de fotografia e diretor – “Netto perde sua alma”, “Memória”
  • Roberto Tietzman, roteirista e diretor – “O negócio”
  • Rogério Ferrari, roteirista e diretor – “Vicious”, “Paulo e Ana Luiza em Porto Alegre”
  • Sérgio Amon, diretor de fotografia e diretor – “Aqueles dois”

Tipo de curso Curso Superior de Tecnologia
Modalidade presencial
Tempo de curso 5 semestres
Vestibular verão
Turno Tarde

Vagas 45
Vagas Observações

A estrutura da grade de horários adotada pela Universidade define um tempo de duração da hora-aula nos turnos manhã e tarde (50min), diferente do turno da noite (45min), sendo o valor das mensalidades do curso o mesmo, independentemente do turno.