Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Pesquisas concluídas

Infância e Violência: Cotidiano de crianças pequenas em favelas do Rio de Janeiro e Recife

 

Financiamento

Fundação Bernard van Leer (Holanda)

 

Parceria

Núcleo de Estudos e Projetos da Cidade (Central/PUC-Rio), Núcleo de Estudos e Pesquisas em Criminalidade, Violência e Políticas Públicas de Segurança Pública (UFPE)

 

Coordenação

  • Hermílio Santos

 

Equipe Caes

  • Adelar Fochezatto
  • Paulo Jacinto
  • Patrícia Oliveira
  • Celina de Pinho Barroso
  • Marcos Quadros
  • Péricles Dias de Oliveira
  • Priscila Queirolo Susin
  • Luana Barbosa
  • Anne Briscke
  • Anna Veiga

 

Resumo

A pesquisa analisou as questões abaixo:

  • O perfil socioeconômico da comunidade, considerando o número de habitantes por domicílio, tipo de domicílio, estrutura etária, emprego, renda e nível educacional, entre outros.
  • A estrutura urbana da comunidade, considerando a caracterização das ruas, quadras, provisão de serviços de água, transporte, iluminação e saneamento.
  • A estrutura de serviços públicos ou privados de cuidados para crianças.
  • A estrutura dos serviços públicos de segurança, educação, saúde e assistência.
    Comportamento familiar de apoio às crianças (por exemplo, percentual de família que praticam reorientação disciplinar de comportamentos indesejáveis sem o uso de punição física ou psicológica).
  • O uso de redes sociais e infraestrutura de saúde, educação e lazer.
  • O tipo de organização civil na comunidade.
  • A frequência, tipo e autores de abuso contra crianças.
  • Os tipos de violência que são aceitos e rejeitados na comunidade, especialmente entre os pais de crianças pequenas.
  • Os modelos de papéis sociais entre meninas e meninos adolescentes que vivem na comunidade.

A pesquisa foi realizada por uma equipe multidisciplinar, composta por pesquisadores da sociologia, ciência política, economia, psicologia e arquitetura e urbanismo. Foram adotados diversos instrumentos para a coleta dos dados, como entrevistas semiestruturadas com lideranças locais e stakeholders, grupo de discussão com adolescentes, questionários aplicados a pais de crianças pequenas, questionários aplicados a crianças de 6 a 8 anos, discussão com grupos de crianças e entrevistas narrativas biográficas com mais de uma geração de uma mesma família. Os relatórios de cada comunidade estão disponíveis aqui:

 

Comunidades do Rio de Janeiro

 

Comunidades do Recife

Cotidiano de crianças em cortiços e favelas de São Paulo

 

Financiamento

  • Fundação Bernard van Leer (Holanda)
  • Instituto Alana (São Paulo)

 

Parceria

Departamento de Ciências Sociais da PUC-SP

 

Coordenação

Hermílio Santos

 

Equipe Caes

  • Adelar Fochezatto
  • Paulo Jacinto
  • Patrícia Oliveira
  • Celina de Pinho Barroso
  • Marcos Quadros
  • Péricles Dias de Oliveira
  • Priscila Queirolo Susin
  • Luana Barbosa
  • Anne Briscke
  • Anna Veiga

 

Comunidades de São Paulo

Competitividade dos Estados

 

Coordenação

  • Adelar Fochezatto
  • Paulo de Andrade Jacinto
  • Hermílio Santos

 

Parceria

  • PUCRS
  • Revista Amanhã

 

Equipe

  • Doutoranda Elisângela B. Zanela