Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

PUCRS se transforma em polo cultural no Rio Grande do Sul

Ao longo de sua história, Universidade promove atividades artísticas, atraindo a comunidade para o Campus

08/11/2018 - 08h16
fernanda montenegro, medalha mérito cultural

Foto: Camila Cunha

Na noite da entrega do Troféu Mérito Cultural à atriz Fernanda Montenegro, em plenos festejos pelos 70 anos da PUCRS, a Universidade dava mais um largo passo para se firmar como um polo cultural, reconhecendo o legado de um ícone para a dramaturgia brasileira e atraindo a comunidade para o Campus. Na ocasião, a atriz fez a leitura dramática de Nelson Rodrigues por ele mesmo. Em entrevista à Revista PUCRS, Fernanda traduziu a importância do momento, destacando que “sem educação, a cultura não se fixa”. A reportagem completa está no link.

“O encontro com a cultura é fundamental na partilha do sensível e no combate ao analfabetismo afetivo. A partir de um vasto repertório cultural, tona-se possível viver os descolamentos do eu: viver outras alegrias, outras dores, outras angústias. Em última instância, entender melhor os traumas e tramas do outro. Assim, a arte é uma força de humanização e compartilhamento”, destaca o diretor do Instituto de Cultura, Ricardo Barberena.

Em novembro, serão vários eventos, entre recitais, Feira PUCRS Cultura e lançamento do livro O que resta das coisas, organizado pelo professor Barberena, com textos inspirados nos objetos de Caio F. Abreu, que estão no Delfos – Espaço de Documentação e Memória Cultural da PUCRS. Em 2018, o público acadêmico e em geral pôde conferir diferentes atividades envolvendo literatura, teatro e música. O festival Primavera Literária Brasileira, criado na França, ocorreu pela primeira vez no País, trazendo nomes como o chileno Alejandro Zambra, o marroquino Abdellah Taïa e o brasileiro professor da Sorbonne Leonardo Tonus.

Rua da Cultura

Rua da Cultura

Foto: Bruno Todeschini

O ano foi marcado pela inauguração da Rua da Cultura, um espaço que une arte e entretenimento. Em uma área estratégica do Campus, com palco multiuso e cinema de rua, passou a ser um ponto de referência para espetáculos, feiras e ações ao ar livre. Nos seus 84 metros de extensão, tem arquibancada de dez andares e capacidade para 250 pessoas, restaurantes e bicicletário. Em um ambiente com árvores frutíferas e canteiro de plantas e temperos, a Rua da Cultura é um lugar também para descansar, tomar chimarrão, sentar na rede e estudar. A HTL House, um hub de inovação da Rádio Atlântida, integra o local.

Estão sendo resgatadas iniciativas como o Palco PUCRS, dando a oportunidade de se apresentarem bandas de integrantes da comunidade acadêmica.

Parceria de peso

Em 2018, foi firmada uma parceria da PUCRS com a Fundação Theatro São Pedro. A Universidade leva atrações ao Multipalco e artistas que se apresentam no Theatro São Pedro vêm para eventos na academia. Dentro desse intercâmbio, a partir de outubro, grupos teatrais estão ministrando oficinas gratuitas na PUCRS para a comunidade.

Uma história ligada à cultura

coral, pucrs, salão de atos

Foto: Camila Cunha

Ao longo dos seus 70 anos, a PUCRS tem tradição em apoiar e promover eventos culturais, com grande presença na música. O Coral da Universidade existe há mais de seis décadas. Fez sua primeira apresentação no dia 30 de outubro de 1956, no Colégio Marista Rosário, que na época sediava a Universidade, sob a regência de Dinah Nery Pereira. Hoje, o Coral tem 49 integrantes entre 20 e 60 anos. Comunitário, é aberto à participação não só dos colaboradores da PUCRS, mas também da comunidade de Porto Alegre disponível para ensaios, apresentações e eventuais viagens. A regência é do maestro Marcio Buzatto, com preparação vocal da cantora lírica Cíntia de los Santos. As aulas de teoria musical e os reforços para aprender linhas melódicas são com a pianista Mariane Kerber.

Em média, são duas apresentações por mês. O coral também se apresenta fora da PUCRS. Neste ano, marcará presença em três festivais de coros (Santa Maria, Rolante e Nova Petrópolis) e em dois concertos no final do primeiro e segundo semestres: na Igreja das Dores e na Igreja Cristo Mestre.

Fez história na PUCRS o maestro Frederico Gerling Jr., que, a partir de 1978, idealizou e apresentou cantatas, recitais e oratórios. Sob o comando do Instituto de Cultura Musical, regeu montagens de ópera, como O Guarani, Carmen, La Traviata, A Flauta Mágica, La Gioconda e Viúva Alegre, sempre com a participação do Coral e Orquestra. Nesse período também foram marcantes as apresentações de concertos à comunidade.

PUCRS em Cena

Na década de 90, o PUCRS em Cena trouxe para a Universidade Paulo Autran, com Quadrante, Paulo Goulart, com O carteiro e o poeta, André Guedes e Lydia Troian, com As novas comédias da vida privada, de L. F. Verissimo, José Vitor Castiel, estrelando O marido do Dr. Pompeu, e Deborah Finocchiaro, com Pois é, vizinha.

Documentação e memória no Delfos

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Criado em 2008, o Delfos reúne acervos de escritores como Cyro Martins, Caio Fernando Abreu, Dyonélio Machado, Patrícia Bins, Carlos Urbim, Moacyr Scliar e Luiz Antonio de Assis Brasil, seu coordenador-geral. No Espaço, há documentos referentes às áreas de Letras, Artes, Jornalismo, Cinema, História e Arquitetura. Podem ser encontradas raridades, a exemplo de originais de livros, correspondências de autores, fotos, documentos pessoais, anotações particulares, jornais antigos e documentos a respeito da imigração alemã no Rio Grande do Sul.

Compartilhe

Outras notícias Veja todas as notícias

  • Últimas publicadas
  • Mais lidas