Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

PUCRS adquire equipamento de Ressonância Magnética Nuclear

RMN ficará disponível à comunidade acadêmica e sociedade em geral

Por: Redação Ascom

14/03/2016 - 10h23
Equipamento de Ressonância Magnética Nuclear (RMN)

Equipamento de Ressonância Magnética Nuclear (RMN)
Foto: Bruno Todeschini – Ascom/PUCRS

Mais um estímulo para a pesquisa, ensino e a interdisciplinaridade. A Universidade passa a contar com um equipamento de Ressonância Magnética Nuclear (RMN), adquirido recentemente a partir de recursos do edital do Programa de Infraestrutura de Universidades, da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). O equipamento está sob a gestão do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (Ideia) e ficará disponível para utilização no ensino de graduação e pós-graduação, pesquisa, para empresas do Parque Científico e Tecnológico (Tecnopuc) e à sociedade em geral.

“Assim que a professora Sandra Einloft, diretora da Faculdade de Química, captou recursos via Finep, adquiriu o equipamento e iniciou os procedimentos para montagem do laboratório, ela entendeu que, para o melhor proveito da comunidade acadêmica, o laboratório deveria passar para a gestão do Ideia”, relata o diretor do Instituto, Carlos Nelson dos Reis. O Ideia conta com uma política de compartilhamento de equipamentos científicos, alinhado ao planejamento estratégico da Universidade. O equipamento ficará localizado no laboratório LabMag, sala 103 do prédio 12B do Campus (avenida Ipiranga, 6681 – Porto Alegre). Funcionará das 13h às 17h30min.

Equipamento de Ressonância Magnética Nuclear (RMN)

Aparelho pode determinar as estruturas de moléculas
Foto: Bruno Todeschini – Ascom/PUCRS

O professor e pesquisador da Química André Souto será um dos primeiros a utilizar o RMN nas disciplinas de Síntese Orgânica Industrial e Química Orgânica 3. Ele explica que o aparelho pode determinar, de forma não invasiva, as estruturas de moléculas pequenas ou grandes, sólidas, semi-sólidas ou líquidas. “Por exemplo, pegamos um fármaco e mensuramos a quantidade e a posição de átomos de hidrogênio”. Segundo Souto, o equipamento irá aprimorar algumas técnicas utilizadas atualmente no ensino e na pesquisa, de forma muito positiva. O professor Pablo Machado, da Faculdade de Farmácia, também utilizará o RMN na disciplina de Análise Biofarmacêutica.

Os interessados no uso do equipamento podem acessar a página do Ideia (www.pucrs.br/ideia) para a inscrição. Professores e pesquisadores acessam o Sistema Ideia, na capa do site, enquanto empresários do Tecnopuc e sociedade em geral o link Interação Universidade Empresa. Contatos pelo telefone (51) 3320-3565.

Compartilhe

Outras notícias Ver todas

  • Últimas publicadas
  • Mais lidas