Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Painel do Dezembro Vermelho tem participação da Universidade

Professor da PUCRS faz parte da Frente Parlamentar de prevenção do HIV/Aids

13/12/2017 - 15h45
aids, hiv, dts, dezembro vermelho, assembleia legislativa

Grupo discute estratégias de políticas de prevenção e tratamento Foto: Guerreiro/Agência ALRS

No dia 11 de dezembro, ocorreu o primeiro ato oficial do Dezembro Vermelho no Rio Grande do Sul, mês em que devem passar a se destacar ações voltadas à prevenção do HIV/Aids e outras Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). O painel, que ocorreu na Assembleia Legislativa do RS, teve como convidado o professor Angelo Brandelli, coordenador do Grupo de Pesquisa Preconceito, Vulnerabilidade e Processos Psicossociais da PUCRS. Além disso, reuniu representantes do Poder Legislativo do Estado, da Prefeitura de Porto Alegre e do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers).

No encontro, foram abordados os desafios para enfrentar as contínuas mudanças na forma de contágio do HIV/Aids e outras DSTs e as estratégias com vistas a políticas de prevenção e tratamento. Para Brandelli houve um aparente sucesso no combate ao HIV/Aids devido alguns resultados obtidos por meio de tratamentos que permitem as pessoas conviverem com a doença. Ainda, segundo o professor, a epidemia poderia ser evitada se houvesse políticas públicas voltadas às pessoas infectadas.

Porto Alegre é a capital com mais notificações

Segundo o Ministério da Saúde, Porto Alegre é a capital com a taxa mais alta notificações de HIV/Aids do Brasil, de 74 casos a cada 100 mil habitantes. O Rio Grande do Sul possui índices mais altos no País. Houve um declínio de 11,2% entre 2006 e 2015, mas o Estado ainda tem a maior taxa de detecção de contaminação pelo vírus, com 34,7 casos a cada 100 mil habitantes. A nacional é de 19,1 casos a cada 100 mil habitantes.

Dezembro Vermelho

Sancionado no Estado, em agosto, por meio da lei 15023/2017, o Dezembro Vermelho visa envolver a sociedade civil em atividades que contribuam para a redução de casos, a conscientização sobre os meios capazes de evitar a contaminação, de como tratar os pacientes e ajudar a combater o preconceito.