Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Minidocumentário da Famecos apresenta graffiti de Kelvin Koubik na Rua da Cultura

Produção é de autoria dos alunos do Laboratório de Conteúdo, sob orientação de professores da Escola

17/04/2019 - 17h57
kelvin koubik, mural, graffiti, street art, arte de rua, rua da cultura, pucrs 360, pucrs cultura, instituto de cultura

Minidocumentário captou detalhes da confecção do mural / Foto: Camila Cunha

“O desenho é a grande base do meu trabalho. Quero seguir assim, cada vez pintando mais alto.” Essa frase traz um pouco do sentimento expressado pelo artista urbano Kelvin Koubik durante a captação das imagens do minidocumentário produzido pelos estagiários do Laboratório de Conteúdo (Lab Conteúdo) da Escola de Comunicação, Artes e Design – Famecos, entre os dias 19 e 29 de março de 2019, enquanto o mural de 18 metros de comprimento e nove da largura ganhava cores na face leste do prédio 6 do Campus, à beira da Rua da Cultura. Sob a orientação dos professores Eduardo Seidl, Stefan Fernandes e FêCris Vasconcellos, a filmagem foi realizada a convite do Instituto de Cultura. A primeira exibição ocorreu no início de abril, no auditório do prédio 7, durante uma oficina sobre arte urbana e seus desdobramentos, ministrada por Koubik e Santiago Pooter. O vídeo está disponível neste link.

A experiência inédita de acompanhar cada etapa de um graffiti no Campus gerou bons aprendizados para Bruna Oliveira, Beatriz Nunes, Ellen Haizenreder, Guilherme Santos, Lucas Steudel, Manoela Heck e Patrícia Rhoden, estagiários no Lab Conteúdo. Para Manoela, 21 anos, estudante do 8º semestre de Publicidade e Propaganda, a estreia foi dupla, na produção de um minidocumentário e no acompanhamento passo a passo de um artista urbano. Lidar com gravação de vídeo, com o dinamismo da proposta de trabalho e trabalhar com pessoas diferentes, com ideias distintas, que agregaram referências e conhecimentos durante a construção do projeto foram seus principais aprendizados. Para ela, que ainda não conhecia o trabalho de Koubik, o aspecto mais marcante foi “sua forma de trabalho, dando o melhor de si em cada parte do mural, quando ele colocou detalhes e conceitos que conversam tanto com o ambiente (Rua da Cultura) quanto com a Universidade e os alunos, professores e funcionários”, comenta. A estudante considera que a obra ajudou a trazer mais cores para a PUCRS “porque é um trabalho bem colorido e que chama bastante a atenção”, avalia.

A futura publicitária Ellen, 20, no 5º semestre do curso, revela que seu primeiro minidocumentário a fez sentir-se parte de algo maior dentro da Escola. “Aprendi a trabalhar com uma equipe maior, envolvida na elaboração e construção do vídeo, com o uso de equipamentos diferentes, aprendendo a lidar com eles”, relata. Sobre a atuação no Lab Conteúdo, considera que teve a possibilidade de retomar algumas teorias de aula e exercitá-las de forma muito mais dinâmica.

Mais experiente, Guilherme Santos, 26, estudante do último semestre de Produção Audiovisual, ficou responsável pela a direção de fotografia e também foi assistente de arte. Num misto de desafio e aprendizado, o que chamou sua atenção foi acompanhar com as mudanças criativas ao longo do processo. “Na criação de um vídeo documental precisamos saber incorporar o que vai acontecendo ao longo dos dias de filmagem, entender o que está ocorrendo naquele cenário, e, no caso da Rua da Cultura, como as pessoas interagiam com o mural, como o próprio Kelvin interagia com a parede. Acredito que conseguimos montar um vídeo que conta todo o processo, também esteticamente, não só pela montagem. Aproveitamos ao máximo a Rua da Cultura na hora de pensarmos em cada enquadramento”, constata.

O graffiti “trouxe para a Rua da Cultura uma imagem mais popular, menos cinza. É impossível passar por ali e não olhar para a parede. Acredito que a Rua, aos poucos, vai ficando mais colorida e criando a sua identidade. É muito bom que a PUCRS esteja percebendo em como usar da estrutura que tem para proporcionar esse envolvimento da comunidade com o espaço”, reflete.

Kelvin Koubik

Natural de Porto Alegre, onde vive e trabalha, Kelvin Koubik nasceu em 1989. Formado em Artes Visuais pela UFRGS, vem traçando seu percurso entre galerias e a arte urbana. É membro fundador do Atelier D43 – premiado coletivo de pesquisa em desenho, integra o duo artístico com seu irmão no projeto Koubiks e é diretor de arte no Studio Kino 23. Neste local é aplicado a sua criatividade em diversas áreas, tendo já ilustrado livros infantis, realizado projetos de ambientação, de decoração e de cenografia, ainda transitando entre as áreas do design gráfico, ilustração e graffiti comissionado. Desde 2014, tem seu ateliê localizado no Vila Flores, um centro de cultura, educação e negócios criativos que faz parte do Distrito Criativo de Porto Alegre, na zona norte da Capital.

Compartilhe

Outras notícias Ver todas

  • Últimas publicadas
  • Mais lidas