Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Meu Legado Salva: campanha busca conscientizar para doação de órgãos

Ação foi lançada na última sexta-feira, 6 de setembro

09/09/2019 - 16h22
Meu legado salva, doação de órgãos, campanha, hsl, hospital são lucas, teatro

Foto: Bruno Todeschini

Atualmente, no Rio Grande do Sul, RS 40% das famílias não autorizam a doação de órgãos após o falecimento do seu familiar. As principais razões relatadas são desconhecimento do desejo do falecido, descontentamento com o atendimento hospitalar e a não compreensão da morte encefálica. Para desfazer mitos sobre o tema e conscientizar a população sobre a importância de se avisar a família, ainda em vida, da opção de ser um doador, o Hospital São Lucas da PUCRS (HSL) lançou na última sexta-feira, 6 de setembro a campanha para a doação de órgãos Meu Legado Salva. Durante a abertura do evento, o diretor médico do Hospital, Saulo Bornhorst, ressaltou o orgulho de apoiar essa importante causa também como um transplantado: “Há 12 anos, recebi a oportunidade de ter uma nova córnea. Agradeço muito e sei o quanto a minha vida melhorou a partir desse marco”, ressaltou. A programação teve apresentações do Grupo Tholl, exibição do documentário Meu Legado Salva– com depoimentos de transplantados e de famílias que autorizaram a doação de órgãos- e da peça teatral Começar Outra Vez.

Peça Começar Outra Vez aborda a doação de órgãos

A peça, encenada pelos atores Kely Nascimento e Robson Vellado, conta a história das muitas dificuldades que ocorrem na rotina de uma família pelo desconhecimento da vontade um do outro. A apresentação ressalta a importância do diálogo, do tempo doado e das muitas formas de doação em vida. Kely foi casada com o ator Northon Nascimento, que esperou anos por um coração. “Quando escutei aquele novo coração pulsando no peito dele, senti que tudo era possível, senti o recomeço. Esse coração pulsou por quatro anos, até dezembro de 2007. Depois da morte de Northon, comecei com a peça, passando essa mensagem e reforçando a importância da doação de órgãos”, ressaltou Kely.

HSL teve aumento no número de doações de órgãos em 2018

O HSL é o hospital privado de Porto Alegre com o maior número de notificações e doações de órgãos. Até o mês de julho, registrou um aumento de 60% nas notificações de mortes encefálicas e 30% nas doações de órgãos, quando comparadas ao mesmo período de 2018. A campanha tem também um site próprio, também lançado no evento.

A Organização de Procura de Órgãos do HSL (OPO 2), tem uma equipe dedicada a capacitar equipes médicas e assistenciais para falar sobre o tema e acolher os familiares nesse momento que é decisivo para salvar vidas.  A entidade também tem auxiliado a Central de Transplantes do RS na realização dos cursos de capacitação de morte encefálica aos médicos do corpo clínico, o que além de ser requisito para a realização do diagnóstico de morte encefálica promove a atualização e a discussão de todo o processo da doação de órgãos. Desde 2011, o trabalho da OPO 2 já concretizou 550 doações.

Confira as fotos do evento: