Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Mais de 2 mil protetores faciais são doados para ações sociais

Equipamentos foram entregues para parceiras da PUCRS, sendo o Hospital São Lucas como um dos beneficiados

21/05/2020 - 19h13
protetores faciais, doações, Projeto GRU, covid-19, hospital são lucas, tecnopuc

Caixas com os protetores faciais no Café Coworking no Tecnopuc / Foto: Divulgação Tecnopuc

Nesta semana, a Taurus e o Projeto GRU doaram mais duas mil unidades de protetores faciais que foram enviadas para o Hospital São Lucas da PUCRS (HSL), para o serviço de atendimento a pacientes da odontologia da Escola de Ciências da Saúde e da Vida, para 13 ações sociais Maristas e entidades da área de saúde. Este esforço de atender as demandas da área de saúde e social da Universidade e ajudar entidades parceiras da área de saúde, hospitais e clinicas de atendimento infantil e de idosos integra a ação de abertura dos Laboratórios do Tecnopuc, como Tecnopuc Fablab, Tecnopuc Usalab e Tecnopuc Crialab, com o Centro de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico da PUCRS (Ideia). Para participar, é necessário preencher o formulário disponível neste link.

Segundo Flavia Fiorin, executiva do Tecnopuc e responsável pela gestão das demandas dos laboratórios, com estes protetores faciais já são mais de seis mil doações realizadas, entre produção própria no Tecnopuc Fablab e doações do Projeto GRU e parceiros. De acordo com Flavia, até o momento foram mais de 130 demandas da sociedade inscritas, cerca de 45 instituições atendidas e 28 em atendimento. “São solicitações de mais de 18 mil protetores faciais, além de 16 solicitações de apoio ao desenvolvimento de produtos. Estamos atendendo diversas instituições das áreas sociais e da saúde, como Hospital São Lucas da PUCRS, Hospital de Pronto Socorro, residenciais geriátricos, entre outros”, conta.

protetores faciais, doações, Projeto GRU, covid-19, hospital são lucas, tecnopuc

Entregas dos equipamentos no HSL / Foto: Divulgação Tecnopuc

Doações para Hospital e serviço de odontologia

O HSL recebeu mais 500 unidades dos protetores doadas pelo Projeto GRU. De acordo com Izadora Silveira, Gerente de Captação de Recursos e Projetos do Hospital, as contribuições recebidas e os gestos de solidariedade são fundamentais no enfrentamento à pandemia. “Felizmente, em meio às dificuldades e aos desdobramentos da Covid-19, pessoas e empresas se preocupam no que pode ser feito para ajudar. Aproveitamos para agradecer e homenagear cada gesto solidário, os quais fazem muita diferença”, celebra.

Outras 500 unidades foram doadas para o serviço de atendimento a pacientes de odontologia da Escola de Ciências da Saúde e da Vida da PUCRS. De acordo com o Decano da Escola, Luciano Castro, “todos os cursos se caracterizam por intensa atividade de práticas laboratoriais e de atendimento ao público, sendo assim, é muito importante que estejamos preparados para proporcionar o máximo de segurança a todos os envolvidos nessas atividades. Obviamente, não são todas as atividades práticas da Escola que requerem esse tipo de proteção, mas estamos nos preparando”. O decano ainda reforça que “essa é uma pequena ação da Escola dentro de um grande movimento que a PUCRS vem realizando, buscando proporcionar altos níveis de segurança, para quando for possível o retorno às atividades presenciais.”

Sobre o Projeto GRU

Os protetores foram doadas pelo Projeto GRU, uma iniciativa para fabricação de protetores faciais formado por um grupo baseado na quádrupla hélice: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); empresas como Taurus, Stihl Ferramentas Motorizadas, Controil do Grupo Randon, Aços Peças Oliveira e outras; sociedade; e Forças Armadas.

O projeto inclui quatro fases: na primeira, com grande participação da UFRGS, contemplou a fabricação dos protetores faciais por impressão 3D nos laboratórios LIFEE, LAMEF e LDSM da Escola de Engenharia da UFRGS. Foram fabricados diferentes modelos de protótipos, realizados testes de usabilidade pelo curso de Design da Fac. De Arquitetura em diversos hospitais e otimizado o projeto final do protetor facial GRU, composto por testeira, presilha de fechamento e viseira. A professora da UFRGS, Carla ten Caten, destaca que “a Universidade teve uma importância tanto no início, no desenvolvimento e otimização, quanto nas conexões entre os diferentes atores, principalmente na fase de captação de recursos de doações do projeto”.

protetores faciais, doações, Projeto GRU, covid-19, hospital são lucas, tecnopuc

Representantes da Taurus e da PUCRS na sede da empresa em São Leopoldo / Foto: Divulgação Tecnopuc

Na fase 2 envolveu a sociedade, com doações para a compra de matéria-prima e viseiras. O Fundo Centenário, em parceria com a Fundação Empresa da Escola de Engenharia da UFRGS (FEENG), realizou uma campanha de doações e arrecadou RS 75 mil junto a pessoas físicas para a compra das viseiras. O projeto GRU também recebeu doações das entidades: União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública doou R$ 15 mil para a compra de viseiras; Fundo UNICRED por intermédio do Grupo Brothers in Arms doou R$ 4 mi para a compra de MP; Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul doou R$ 127 mil para a compra de MP e viseiras; Empresa Souza Cruz doou 63 mil viseiras.

Já a fase 3 está sendo liderada por Alexandre de Moura Duarte, da empresa Making.All, e contempla a fabricação em grande escala por empresas parceiras: Taurus, Stihl Ferramentas Motorizadas, Controil do grupo Randon, Aços Peças Oliveira e outras. A empresa Taurus fabricou 60 mil protetores faciais completos, que já foram entregues em hospitais, na Secretaria Estadual da Saúde e na Defesa Civil, para a distribuição em todo o Rio Grande do Sul. A empresa Stihl Ferramentas Motorizadas está fabricando 250 mil testeiras e a Controil 50 mil presilhas que serão montados com as viseiras viabilizadas pelas entidades doadoras.

Por fim, a fase 4 é liderada pelas Forças Armadas e pelo Comando Conjunto Sul ativado pelo Ministério da Defesa no contexto da Operação Covid-19, que tem a missão de higienizar e montar os protetores faciais nas instalações da empresa Taurus.

Leia também: Obras Sociais da Rede Marista recebem protetores faciais doados pela PUCRS