Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Dois novos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia. INCT em Tuberculose é renovado

É um reconhecimento nacional e internacional da pesquisa desenvolvida

Por: Bianca Garrido

30/05/2016 - 14h35
Foto Aérea do Campus

Foto: Arquivo – Ascom/PUCRS

A PUCRS teve dois novos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia reconhecidos pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq): o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Ciências Forenses, sob a coordenação de Roberto Esser dos Reis; e o Instituto Nacional de Saúde Respiratória Pediátrica (INSaRP), sob o comando do médico e professor Renato Tetelbom Stein. Outro Instituto, o INCT em Tuberculose, coordenado pelo professor e pesquisador Diógenes Santos, teve sua renovação aprovada.

Segundo a pró-reitora de Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento, Carla Bonan, as novas aprovações permitem a formação de redes de cooperação científica interinstitucional de caráter nacional e internacional, a fim de desenvolver atividades de pesquisa em áreas na fronteira do conhecimento, buscando soluções para questões nacionais. “A aprovação de três propostas de INCTs, coordenados pela PUCRS, expressa a excelência e o reconhecimento nacional e internacional da pesquisa desenvolvida na Universidade. O resultado se deve ao protagonismo dos nossos grupos de pesquisa em temas com impacto para a nossa sociedade, bem como a qualificação e dedicação de nossos pesquisadores”, garante.

Criado a partir de experiências com pesquisas forenses realizadas há anos com as polícias federal e civil, o Instituto de Ciências Forenses trabalhará aspectos técnicos relacionados à produção, análise e interpretação de provas materiais, tão necessários aos profissionais envolvidos em todas as etapas da Justiça e da Segurança Pública. “E é grande a demanda de pesquisa que atenda às particularidades da criminalidade nacional”, explica a coordenadora, professora da Faculdade de Biociências Clarice Alho. Estão incluídas as áreas de Genética, Química e Toxicologia, Perícia Ambiental, Informática e Ciências Criminais.

O INSaRP está relacionado ao Centro Infant da PUCRS, criado em 2012, e aborda a pesquisa científica em nível internacional na área de doenças respiratórias infantis. Estuda, ainda, alternativas de prevenção primária de inúmeras doenças infecciosas e crônicas que acometem crianças e têm impacto até a vida adulta. O grupo de pesquisadores e médicos também atende crianças com doenças respiratórias no Hospital São Lucas.

No INCT em Tuberculose a proposta é continuar desenvolvendo fármacos e vacinas para tuberculose no Brasil, com o intuito de validar um diagnóstico rápido e confiável para a detecção de Mycobacterium tuberculosis sensível e resistente a fármacos. Localizado no prédio 92, no Parque Científico e Tecnológico (Tecnopuc), ele é formado por cerca de 40 pesquisadores de 22 centros de pesquisa, distribuídos em nove estados brasileiros.