Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Campus Living Lab: Iluminação Inteligente reúne serviços e eficiência energética

Iniciativa é alinhada com o conceito de Smart Cities

07/11/2019 - 15h02
campus living labs, iluminação inteligente

Iniciativa Iluminação Inteligente, localizada no Tecnopuc / Foto: Camila Cunha

Um sistema que permite ajuste automático da potência das luminárias, gerenciamento à distância e que pretende integrar sensores de umidade, temperatura e qualidade do ar. A Iluminação Inteligente, localizada no Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc), é uma parceria entre o Grupo de Pesquisa em Sistemas Embarcados (GSE) e o SmartCity Innovation Center. O projeto é uma das nove iniciativas do ecossistema de inovação Campus Living Lab, em que Universidade, sociedade, governo e empresas trabalham juntos para elaborar soluções centradas no uso real da tecnologia e no desenvolvimento sustentável.

Uma solução inteligente, sustentável e tecnológica
O projeto Iluminação Inteligente é desenvolvido desde 2015, alinhado com o conceito de Smart Cities, ou cidades inteligentes. Esse conceito propõe o uso da tecnologia para tornar as infraestruturas urbanas mais eficientes e sustentáveis. De acordo com o professor da Escola Politécnica, coordenador do GSE e do SmartCity Innovation Center, Fabiano Hessel, nos sistemas convencionais de iluminação, quando a luminária é acesa, utiliza-se toda a potência, mesmo que haja luz ambiente. O projeto Iluminação Inteligente, no entanto, regula essa potência de forma automática, por meio de um dispositivo remotamente gerenciável acoplado no poste, aproveitando a luz ambiente, gerando economia, sustentabilidade e eficácia. “A nossa solução permite que a luminária se auto regule gradativamente de acordo com variações naturais de luminosidade em eventos como anoitecer, amanhecer e neblina enquanto outros sistemas funcionam somente no modo liga/desliga. Dessa maneira é possível obter um melhor balanço entre consumo de energia e necessidade de iluminação para determinados momentos”, explica Hessel.

O sistema também é configurado para garantir que os ajustes sejam feitos de forma mais consistente e oportuna. “Se uma nuvem esparsa passa rapidamente, provocando uma breve sombra no sensor, isso poderia acarretar em ajustes de luminosidade desnecessários. Porém, o sistema já prevê situações como essa e o ajuste de histerese evita aumentar ou diminuir a potência em situações como essas”, esclarece.

campus living labs, iluminação inteligente

Sistema acoplado ao poste / Foto: Camila Cunha

O professor Fabiano Hessel aponta que cada poste possui uma identificação única, e que através do software é possível enviar orientações diretas para um determinado equipamento por meio da comunicação wireless (sem fio). “Podemos mandar um comando para que o equipamento ligue ou desligue. No monitor, acompanhamos se essa solicitação foi realizada. Quando há um problema, como uma luminária queimada, podemos detectar mais facilmente e enviar uma equipe para o local”, complementa o pesquisador.

 

campus_living_labLeia mais: Campus Living Lab aproxima inovação, sustentabilidade e empreendedorismo

 

Inovação e informação
O projeto também pretende expandir as funções e serviços integrados com a Iluminação Inteligente. Informações como umidade, temperatura e qualidade do ar estarão disponíveis nos postes de energia. “Com o projeto, os postes deixam de ser somente provedores de iluminação e passam a ser um hub de serviços”, afirma Hessel.

O professor ainda aponta que todos os hardwares do sistema são desenvolvidos pelos pesquisadores e estudantes do Grupo de Pesquisa em Sistemas Embarcados, em conjunto com o SmartCity Innovation Center. A iniciativa também é fruto de uma parceria com a Huawei, empresa líder global em soluções de Tecnologias da Informação e Comunicação. Estudantes de graduação, de iniciação científica, mestrandos e doutorandos de diversas áreas participaram do desenvolvimento do projeto. “Os alunos têm uma experiência prática de inovação, permitindo verem que não é só fazer o produto, mas pensar todo o ciclo dele”, ressalta Hessel.

Sobre o Campus Living Lab
As instalações, produtos, pesquisas e serviços atendem não só as demandas da Universidade, mas passam a compor um roteiro de inovação e empreendedorismo que beneficia toda a sociedade. As iniciativas já desenvolvidas são:

Leia mais:
Campus Living Lab: sistema de energia solar referência na América Latina
Campus Living Lab: Telhado Verde resgata flora e fauna na PUCRS
Campus Living Lab: Chimakent utiliza energia limpa para soluções do cotidiano
Campus Living Lab: as múltiplas aplicações da microgravidade no dia a dia das pessoas
Campus Living Lab: exposição portátil leva público ao acervo cultural da PUCRS