Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Alunos de Jornalismo da PUCRS vencem categoria universitária do Prêmio José Lutzenberger

Estudantes do laboratório Editorial J, da Famecos, conquistaram 1º lugar com o projeto Seja a Mudança

24/10/2019 - 18h26
Premio Jose Lutzenberger,Editorial J,ARI,Jornalismo

Foto: Divulgação ARI

O projeto Seja a Mudança, desenvolvido por estudantes de Jornalismo da Escola de Comunicação, Artes e Design – Famecos, foi o vencedor na categoria universitária do sexto Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental. O reconhecimento, promovido pela Associação Riograndense de Imprensa (ARI) e Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, seção Rio Grande do Sul (Abes), tem parceria com a empresa Braskem, que dá nome ao prêmio no segmento acadêmico. O evento aconteceu na terça-feira, 22 de outubro.

O trabalho foi construído pelos estudantes no Editorial J, Laboratório de Jornalismo Convergente do Curso de Jornalismo da Famecos. “O projeto surgiu da ideia de mostrarmos iniciativas que trabalham com o meio ambiente para mudar a vida das pessoas. Então, fizemos quatro reportagens e cada uma abordou uma iniciativa diferente. O maior aprendizado nessa construção foi a esperança de ver que há pessoas ensinando a preservação ambiental”, conta Luana Martins, 32 anos, estudante do 5º semestre de Jornalismo.

A estudante Camila Pires, 20 anos, graduanda do 6º semestre de Jornalismo, ressalta que o projeto Seja a Mudança possui um viés inovador ao pensar a produção das reportagens diretamente para o Instagram. “A plataforma é muito utilizada pelo público do Editorial J, mas o conteúdo jornalístico não é tão abrangente dentro dela. Utilizamos a linguagem da rede social a nosso favor para mostrar os projetos sociais, e isso foi um diferencial”.

Para o professor Fábio Canatta, coordenador do Editorial J, a conquista é um importante passo na trajetória dos estudantes, que constroem um portfólio de qualidade. O docente ainda destaca que as produções voltadas para o meio ambiente auxiliam na formação cidadã. “O Prêmio Lutzenberger tem uma importância ainda mais especial neste momento no qual a pauta ambiental é tão central no debate político. Envolver os alunos em reportagens voltadas para esse tema é uma questão também de cidadania”, afirma.

Com esse reconhecimento, o Editorial J soma 21 prêmios em 8 anos de história. Participaram, também, da iniciativa Seja a Mudança os alunos Hebert Kiniphoff Garcia, Lucas Picarelli Canever, Lourenço Moreira Marchezan, Maria Eduarda Nascimento da Rocha e Manuela Neves Ribeiro.