Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Abertura do 10º CIDU destaca a relevância do envolvimento estudantil

Conferência inaugural teve como palestrante Alberto Cabrera, da Universidade de Maryland

30/10/2018 - 16h38
X CIDU

Professor Roberto Cabrera, da Universidade de Maryland (EUA) / Foto: Bruno Todeschini

O envolvimento e o comprometimento social do estudante universitário têm início antes de seu ingresso na Academia, e se prolongam por sua vida profissional. Esse foi um dos tópicos ressaltados pelo professor Roberto Cabrera, pesquisador na Universidade de Maryland (EUA), durante a conferência de abertura do 10º Congresso Ibero-americano de Docência Universitária (CIDU), que está sendo realizado no Salão de Atos da PUCRS, até o dia 1º de novembro. Com o tema central O envolvimento estudantil na Educação Superior, o evento tem como objetivo promover um espaço internacional e interdisciplinar de intercâmbio de ideias e experiências sobre a universidade e a docência de qualidade. A iniciativa integra o calendário de celebração dos 70 anos da Universidade.

Saudação da Reitoria

O 10º CIDU foi aberto com a presença do reitor, Ir. Evilázio Teixeira, e do presidente da Associação Ibero-americana de Docência Universitária (AIDU) e professor da da Universidade de Santiago de Compostela (Espanha), Miguel Zabalza. Teixeira mencionou que “a Educação é a construção contínua da pessoa humana, de seu saber e de suas aptidões, mas também de suas faculdades de julgamento e de ação. Por isso, as relações entre professores e estudantes são fundamentais em sua corresponsabilidade e engajamento”. Já o professor Zabalza, que nesta quarta-feira recebe o título de Doutor Honoris Causa, recordou as edições anteriores do CIDU e saudou a estreia do evento no Brasil, após ter passado por países como Chile, México, Peru e Argentina. “Teremos três dias, a partir de hoje, para relações entre as pessoas e muitos aprendizados”, sinalizou.

Envolvimento estudantil

X CIDU,10º CIDU,Miguel Zabalza

Professor Miguel Zabalza / Foto: Bruno Todeschini

Durante sua apresentação, o professor Roberto Cabrera expôs resultados de publicações científicas e de pesquisas em desenvolvimento no EUA que buscam monitorar e compreender o grau de envolvimento dos universitários com ações de impacto social. Adepto do pensamento do pesquisador Alexander Astin, para o qual envolvimento estudantil refere-se à quantidade de energia física e psicológica que o estudante dedica à experiência acadêmica, o palestrante pontuou que a trabalhar elementos como responsabilidade com a sociedade e a educação cívica são recomendações importantes para que se tenha um egresso capaz de gerar impactos positivos à sociedade.

Um estudo do MIT, divulgado este ano, foi exposto durante a conferência. Nele, os pesquisadores identificaram que nas dez universidades consideradas líderes emergentes nos campos das engenharias, entre estas a PUC Chile, os programas de ensino enfatizam práticas didáticas que incentivem projetos com soluções para problemas reais na sociedade e meio ambiente.

A abelha, a águia, o coala e a lontra

X CIDU,10º CIDU

Foto: Bruno Todeschini

Um estudo de 2014, liderado por Cabrera, demonstrou quatro tipos de universitários, como forma de ilustrar perfis por nível de engajamento: a águia, a abelha, o coala e a lontra. As abelhas, que representam 39%, têm um olhar voltado às ações solidárias, mas sem engajamento político. As águias, que correspondem a 30%, têm algo grau de comprometimento universitário, participando do maior número possível de iniciativas institucionais (ações sociais, preservação ambiental, empreendedorismo, movimento estudantil). Os coalas, por sua vez, com 24% dos perfis, evitam todo e qualquer tipo de envolvimento, mantendo um comportamento apático. Já as lontras, com 7%, preferem participar estritamente das ações conectadas aos seus interesses.

O envolvimento, analisou o pesquisador, tem elementos que vêm de antes da vida universitária. Fatores econômicos e a relação de familiares do estudante em temáticas sociais são temas que repercutem na vida acadêmica, no ponto de vista de Cabrera. No entanto, ele ressalva que nem todos os estudantes têm nível similar de comprometimento. As águias costumam ocupar os lugares de liderança, mas todos os perfis precisam ser observados. O desafio é identificar os talentos e criar programas que aproveitem as potencialidades de cada ingressante.

Gestores universitários

A conferência inaugural do 10º CIDU foi prestigiada, além do reitor Ir. Evilázio e do professor Miguel Zabalza, pelo vice-reitor Jaderson Costa da Costa, pelo professor José Felipe Trillo Alonso, representando o reitor da Universidade Santiago de Copostela – Antonio Lopez Diaz, pela pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, Carla Bonan, pelo pró-reitor de Graduação e Educação Continuada, Ir. Manuir Mentges, pela decana associada da Escola de Humanidades, professora Regina Kohlrausch, e pela presidente do comitê organizador do 10º CIDU, professora Maria Inês Corte Vitória.

Sobre o CIDU

Desde 1999, na Universidade de Santiago de Compostela, os Congressos Ibero-americanos de Docência Universitária, promovidos pela AIDU, têm ocorrido em diferentes sedes e sobre diversos temas de interesse comum da docência universitária. O 10º CIDU é organizado pela PUCRS com o apoio do Centro de Estudos em Educação Superior da PUCRS (CEES) e promovido pela Associação Ibero-americana de Docência Universitária (AIDU).