21/05/2018 - 10h31

Serviço Social com excelência reconhecida em todo o País

Programa de Pós-Graduação abre inscrições e oferece vagas para doutorado e mestrado com bolsas parciais

Serviço Social, Humanidades, pessoas

Foto: Bruno Todeschini

Criado há 41 anos, o Programa de Pós-Graduação em Serviço Social (PPGSS) da PUCRS é o único do Estado com mestrado e doutorado e o único da Região Sul com nota 6 na avaliação trienal da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação. Reconhecido como o principal polo formador de professores universitários no RS, a maioria de docentes de cursos superiores de Serviço Social são egressos da PUCRS. “Os primeiros e segundo colocados nos últimos concursos da UFRGS e da Unipampa, por exemplo, além da ganhadora do Prêmio Capes de tese na área, são doutores graduados pelo nosso programa”, informa a coordenadora, Jane Cruz Prates. Até o próximo dia 29 de maio, estão abertas as inscrições para os Processos Seletivos aos cursos de Mestrado e Doutorado do PPGSS para ingresso no segundo semestre de 2018. Os detalhes sobre disciplinas, linhas de pesquisa e disponibilidade de bolsas parciais podem ser obtidos neste link.

Entre seus egressos do Programa, também se destacam gestores de políticas públicas nos âmbitos estadual e municipal. A excelência atinge ainda outros patamares. “Fazemos assessorias para programas de pós em outros estados e ministramos oficinas como referência para formação do assistente social”, informa Jane. Além disso, seus professores participam de bancas externas pelo Brasil, como convidados de instituições de ensino superior, por serem reconhecidos nacionalmente em suas áreas.

Tradição consagrada

A tradição do ensino de Serviço Social na PUCRS vem de longe. A graduação é a terceira mais antiga do País, criada há 72 anos. O mestrado foi lançado em 1977 e o doutorado em 1998. Um dos produtos da produção acadêmica é a revista eletrônica Textos & Contextos (Porto Alegre) , que começou a circular em 2002. De periodicidade semestral, com indexadores internacionais, tem conceito A2 pela Capes, posicionando-a no ranking entre as três mais importantes do Brasil.

Hoje o PPGSS mantém 17 convênios internacionais voltados para pesquisas, intercâmbios e parcerias em seminários e estudos integrados. Alguns são pontuais e outros de longa duração. Os principais parceiros são da Argentina, Cuba e Chile. O ano de 2017 marcou a primeira dupla titulação do doutorado com o Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE), uma co-tutela na área de Sociologia. Com forte viés internacional, o programa conta ainda com uma disciplina ministrada em inglês e, no segundo semestre de 2018, haverá uma em espanhol.

Núcleos e grupos de pesquisa se reúnem todas as quartas-feiras à tarde. “É um espaço pedagógico forte para produzir, fazer pesquisa e de formação”, enfatiza. Jane. Tendo conquistado a terceira avaliação consecutiva com conceito 6, o programa entrou no Programa de Excelência Acadêmica (Proex), que tem como objetivo manter o padrão de qualidade dos programas de pós-graduação stricto sensu, avaliados pela Capes com nota 6 ou 7.

Pesquisas de ponta

Foto: Bruno Todeschini

Foto: Bruno Todeschini

Um grande projeto concretizado pelo Programa de Pós-Graduação em Serviço Social sobre intersetorialidade e educação em saúde resultou na criação da linha de pesquisa Serviço Social, Seguridade Social e Políticas Sociais, na organização de cinco livros e três coleções, na defesa de duas teses e três dissertações. Mestrandos, doutorandos, alunos de graduação e professores apresentaram trabalhos nos EUA, Portugal, Espanha, Inglaterra e Croácia. Também houve impacto nas comunidades, com a realização de trabalhos de campo. O projeto, financiado pela Capes, teve a coordenação da professora Maria Isabel Bellini. Iniciado em 2012, foi concluído no final do ano passado.

A coordenadora Jane aponta que, entre as vantagens de estar no Proex, estão mais recursos para a participação de alunos em eventos nacionais e internacionais, autonomia na gestão de recursos, mais bolsas de estudo (95%), atração de alunos para o pós-doutorado, além da vinda de professores convidados para participação em eventos internacionais. Um evento consagrado é o Seminário Internacional Políticas Públicas, Intersetorialidade e Família (Sipinf).

SAIBA MAIS
Inscrições até 29 de maio
Valor da bolsa integral Capes/CNPq
Mestrado: R$ 1.500 Doutorado: R$ 2.200
Mestres e doutores diplomados pelo Programa desde 1977
Mestres: 405 Doutores: 148
Professores titulados (doutores e pós-doutores)
15 professores (11 permanentes e 4 colaboradores) 8 pós-doc e 2 doc PNPD
Professores bolsistas de produtividade do CNPq
5 bolsistas docentes
Alunos de fora do Estado
8, vindos de MG, PA, SC, CE, DF, AL, RJ e BA
Alunos de fora do País
1 bolsista de doutorado sanduíche no Uruguai e 1 de pós-doc na Argentina
Alunos em estágio pós-doutoral
7, sendo 4 bolsistas do Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD) da Capes
Professores integrantes de comitês e diretorias de associações
6
Bolsas de estudo 
CNPq (mestrado e doutorado)
Proex/Capes – parcial e integral (mestrado e doutorado)

 

Compartilhe

Leia Mais Veja todas

Últimas Notícias

Veja todas notícias